Maldonado perde 10 posições no grid e Alonso sai em 7º

O piloto da Williams foi punido por não levar o carro para pesagem obrigatória

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

24 de novembro de 2012 | 17h33

SÃO PAULO - O venezuelano Pastor Maldonado, que conquistou na pista a sexta posição do grid de largada do GP do Brasil, acabou sendo punido com a perda de dez colocações nesta tarde de sábado, em Interlagos. A punição acabou beneficiando o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, que saltou do oitavo para o sétimo posto do grid e ganhou uma boa notícia em sua luta pelo título contra o alemão Sebastian Vettel, que sairá do quarto lugar na corrida deste domingo.

Maldonado acabou sendo penalizado por não obedecer a ordem dos comissários da prova de pesar o seu carro quando o treino de classificação tinha por volta de 35 minutos de duração. E a perda de dez posições aconteceu por causa do histórico de punições sofrida pelo piloto da Williams, que já havia sofrido outras duas advertências nesta temporada.

Esse pedido de pesagem é feito de forma aleatória pelos comissários e a qualquer momento um piloto pode ser chamado para realizá-la durante o treino. No momento em que foi convocado para a mesma, Maldonado não levou o seu carro até a garagem e passou direto. Punido, ele terá de largar da 16.ª posição.

A punição também acabou beneficiando o brasileiro Bruno Senna, companheiro de Maldonado na Williams, que pulou da 12.ª para a 11.ª colocação do grid de largada do GP do Brasil. O alemão Michael Schumacher, que fará a sua corrida de despedida da F1 neste domingo, também se deu bem ao subir da 14.ª para a 13.ª posição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.