Javier Soriano/AFP
Javier Soriano/AFP

Marc Márquez é operado mais uma vez no braço e está fora da etapa checa da MotoGP

Piloto espanhol passa pelo segundo processo de reabilitação do local lesionado durante a primeira prova da temporada

Redação, Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2020 | 10h21

Os planos de conquistar mais um título mundial na MotoGP estão ficando mais difíceis para Marc Márquez. O piloto espanhol passou por uma nova cirurgia no braço direito, em Barcelona, e nesta terça-feira foi confirmado que está fora da etapa da República Checa, a terceira da temporada de 2020. O procedimento foi o segundo no processo de reabilitação do local lesionado após uma queda na prova que abriu o campeonato, no último dia 19, em Jerez de La Frontera, na Espanha.

Na segunda-feira, o hexacampeão mundial de MotoGP foi submetido a um novo procedimento cirúrgico no braço direito para substituir a placa que estabilizava a fratura no úmero direito - ela foi danificada por acúmulo de estresse. Operado dois dias depois de sofrer a lesão, tentou voltar já na etapa da Andaluzia no final de semana seguinte. Aprovado no exame médico, subiu na moto apenas no sábado, mas acabou desistindo após sentir que não tinha força.

O piloto espanhol da Honda ficará pelo menos 48 horas em observação no hospital em Barcelona. "A placa de titânio foi removida e substituída por uma nova fixação. O estresse acumulado na área operada causou danos na placa. Agora temos 48 horas para entender o tempo de recuperação", disse Xavier Mir, responsável pela comissão médica da MotoGP.

A Honda anunciou que o alemão Stefan Bradl, piloto de testes, será o substituto neste domingo no circuito de Brno. Márquez não tem pontos no campeonato, hoje liderado pelo francês Fabio Quartararo, que venceu as duas corridas realizadas até o momento e soma 50 pontos.

"Antes de tudo, desejo a Marc uma rápida recuperação. O que ele fez em Jerez foi incrível e mostrou que tem o verdadeiro espírito de campeão", exaltou Bradl. "Estou ansioso para pilotar a RC213V novamente. Em razão da pandemia, não pudemos testar como fazemos normalmente, por isso vai levar algum tempo para me adaptar novamente à moto e à MotoGP. É um desafio. Competir com a Honda é sempre uma grande honra e tenho o prazer em ajudar. Vamos ver como vai ser o fim de semana", completou.

A etapa checa neste final de semana inicia uma sequência de três corridas seguidas na MotoGP. Depois da passagem por Brno, o Mundial segue direto ao circuito Red Bull Ring para as provas da Áustria e da Estíria.

Tudo o que sabemos sobre:
MotoGP [motovelocidade]Marc Márquez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.