Eric Gay/ AP
Eric Gay/ AP

Marc Márquez supera Quartararo e Bagnaia e vence pela sétima vez em Austin

Espanhol só não venceu prova no Circuito das Américas em 2019; Quartararo segue na liderança do campeonato

Redação, Estadão Conteúdo

03 de outubro de 2021 | 17h39

Marc Márquez provou mais uma vez que conhece como poucos a etapa de Austin. O piloto da Honda superou Quartararo e Bagnaia, dominando a corrida de ponta a ponta, para vencer a prova. Esta é a sétima vez que o espanhol vence no Circuito das Américas, em oito corridas. Somente em 2019 o piloto não venceu a prova.

Márquez largou em terceiro e assumiu a liderança já na primeira volta para garantir sem sustos a sua segunda vitória na temporada. Já o líder Fabio Quartararo fez uma corrida de segurança, mantendo a mesma segunda posição de quando largou. Fabio não chegou a pressionar Márquez, mas conseguiu manter um bom ritmo durante toda a corrida.

Com uma posição à frente de Francesco Bagnaia, Fabio Quartararo abriu ainda mais vantagem em direção ao título, que pode ser confirmado com antecedência já no próximo GP, da Emilia-Romagna, dia 24.

Francesco Bagnaia, vice-líder do MotoGP, saiu na pole-position pela terceira vez seguida na temporada, mas precisou fazer uma corrida de recuperação. O italiano chegou a cair para a sexta posição, mas conseguiu se recuperar nas voltas finais e terminar em terceiro.

O top10 ainda teve a presença de Álex Rins, seguido por Jorge Martín, Enea Bastianini, Joan Mir, Jack Miller, Brad Binder e Pol Espargaró. Restam 75 pontos a serem disputados. No momento, Quartararo chega aos 254 pontos, na liderança. A vantagem para Bagnaia, que tem 202 pontos, é de 52. Joan Mir segue em terceiro, com 176 pontos.

Márquez comemorou muito a vitória, inclusive com alguns fãs que invadiram a pista, e disse que planejou exatamente da forma que tudo aconteceu. "Segui o plano. Eu planejei exatamente como saiu a corrida. Queria começar bem e assumir a liderança já na primeira curva, assim como foi. Segurei a liderança nas três primeiras voltas e depois fui abrindo vantagem. No final, quando eu cansei, o Fabio estava distante, eu sabia que ele correria assim porque está satisfeito com o resultado, por conta do campeonato", afirmou o vencedor da prova.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.