Mark Webber lamenta falha na reta

Uma forte batida na subida da reta dos boxes estragou o fim de semana do australiano Mark Webber, da Jaguar. O piloto surpreendeu na sexta-feira, ao fazer o melhor tempo na sessão que determinou a ordem de entrada na pista no treino que definiu o grid de largada e, no sábado, obteve o terceiro tempo na sessão classificatória. Neste domingo, chegou a sonhar com um pódio, mas suas chances acabaram na volta 53.Webber ainda terminou em sétimo lugar, pois vários pilotos já haviam saído da corrida, encerrada logo depois do seu acidente - Fernando Alonso atingiu um pneu do carro da Jaguar que havia ficado no meio da pista no giro seguinte. ?Meu fim de semana só não foi 100% por causa do acidente. A batida foi muito forte, mas estou bem. E estou feliz pelo grande potencial que a equipe mostrou neste fim de semana e por fazermos nossos primeiros dois pontos no campeonato?, disse Webber, companheiro do brasileiro Antonio Pizzonia, que sofreu acidente na Curva do Sol e não terminou a prova.O australiano perdeu uma posição tão logo Safety Car saiu da pista após sua primeira intervenção, mas se manteve entre os seis primeiros. Na volta 19, fez seu primeiro pit stop. Na 33ª precisou reabastecer novamente. Voltou em oitavo lugar e esperava, nos giros finais, ganhar várias posições. ?A estratégia da equipe foi muito bem elaborada, desde o primeiro treino. E, como o terceiro lugar no qualifying, ganhamos confiança. O carro se comportou bem durante todo o fim de semana, o que é importante para nós.?Webber está em sua segunda temporada na F-1. No ano passado, correu pela fraquíssima Minardi e, na estréia, no GP da Austrália, obteve um quinto lugar, feito que ele considera seu principal momento na categoria. Apesar da falta de estrutura do time italiano, mostrou talento durante a temporada e conseguiu a transferência para a Jaguar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.