Marmelada da Ferrari acaba em multa

Ficou barato para a Ferrari. A marmelada da escuderia italiana no Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1, no dia 12 de maio, foi punida apenas com uma multa de US$ 1 milhão pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA). Em reunião realizada nesta quarta-feira, em Paris, a entidade decidiu manter o resultado da prova, com vitória de Michael Schumacher e o segundo lugar de Rubens Barrichello, apesar da ordem da equipe para que o brasileiro deixasse o alemão ganhar a corrida. A multa foi aplicada por causa da cena do pódio no circuito de Spielberg, quando, sob vaias do público que não aprovou a manobra da Ferrari, Schumacher não aceitou ocupar o lugar destinado ao primeiro colocado e deixou que Rubinho ficasse lá. A punição foi imposta aos três envolvidos (a equipe italiana e os dois pilotos), que terão que pagar, em conjunto, metade do valor (US$ 500 mil) imediatamente e a outra parte daqui a um ano.Com essa decisão da FIA, segue inalterada a classificação do Mundial de pilotos da F1. Schumacher ainda é o líder isolado, com 76 pontos, e Rubinho manteve a 5ª colocação, ao lado do escocês David Coulthard com 26.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.