Jens Meyers/AP
Jens Meyers/AP

Márquez crava pole e larga da ponta pelo 7º ano seguido em etapa alemã da MotoGP

Pentacampeão mundial e atual líder da temporada, piloto espanhol acumula dez poles seguidas nesta pista

Redação, Estadão Conteúdo

06 de julho de 2019 | 12h22

Depois de ter liderado os treinos livres de sexta-feira, Marc Márquez reforçou ainda mais o seu favoritismo neste sábado, em Sachsenring, ao cravar a pole da etapa da Alemanha da MotoGP. Pentacampeão mundial e atual líder da temporada, o piloto espanhol da Honda vai largar da primeira posição do grid da prova alemã pelo sétimo ano consecutivo, sendo que acumula dez poles seguidas nesta pista, onde anteriormente também partiu do topo em categorias de acesso à elite da motovelocidade.

Para justificar o seu favoritismo, Márquez fez a sua melhor volta em 1min20s195 no treino classificatório deste sábado. Ele ostentou um tempo 0s205 mais rápido do que o obtido pelo francês Fabio Quartararo, da Yamaha-SRT, que garantiu a segunda posição. E a primeira fila do grid será completada pelo espanhol Maverick Viñales, da Monster Energy Yamaha, com uma marca 0s211 mais lenta do que a do líder.

Quartararo chegou a lutar diretamente pela pole e a superar marcas de Márquez no fim da sessão qualificatória, mas o favorito "voou baixo" para cravar 1min20s195, que é novo recorde da pista de Sachsenring. E a segunda fila do grid da prova deste domingo será aberto pelo também espanhol Alex Rins, da Suzuki, o quarto colocado, seguido pelo australiano Cal Crutchlow, da Ducati-Pramac, e o britânico Cal Crutchlow, da LCR Honda.

O italiano Franco Morbidelli, da Yamaha-SRT, os espanhóis Pol Espargaró (KTM) e Joan Mir (Suzuki) e o japonês Takaaki Nakagami (LCR Honda) fecham, nesta ordem, o grupo dos dez primeiros colocados.

Logo atrás destes pilotos sairá o italiano Valentino Rossi, que conseguiu terminar o treino apenas em 11º lugar pela Yamaha, com um tempo quase um segundo mais lento do que o conquistado por Márquez. Ele ficou 0s942 atrás do espanhol e terá ao seu lado, na 12ª posição do grid, o compatriota Danilo Petrucci, da Ducati. Este último sofreu uma forte queda no fim do treino classificatório, fato determinante para que ele não alcançar um posto melhor no grid.

O italiano Andrea Dovizioso, também da Ducati, foi outro a amargar um desempenho ruim no último treino deste sábado. Atual vice-líder do Mundial, ele sairá da 13ª posição e precisará de uma forte corrida de recuperação para alcançar os primeiros colocados.

Neste domingo, na prova marcada para começar às 9 horas (de Brasília), Márquez lutará para conquistar a sua sétima vitória seguida em Sachsenring, onde vem triunfando ano a ano desde 2013, ano de sua primeira temporada na MotoGP. Ele tem 160 pontos na liderança do campeonato, enquanto Dovizioso possui 116 na segunda posição. O terceiro lugar é ocupado por Petrucci, com 108.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.