Lillian Suwanrumpha/AFP
Lillian Suwanrumpha/AFP

Márquez supera Rossi por 0s011 e largará na frente na etapa da Tailândia

Piloto espanhol se torna o primeiro da história a ser o mais rápido no classificatório após ficar fora do Q2 no treino livre

Estadão Conteúdo

06 Outubro 2018 | 09h26

O espanhol Marc Márquez voltou a fazer história na MotoGP neste sábado. O líder da temporada voou no treino classificatório para a etapa da Tailândia e venceu uma dura batalha com o experiente Valentino Rossi para largar na frente na prova que acontecerá neste domingo, às 4 horas (de Brasília).

Márquez precisou superar um início de sábado que parecia ser dos piores para ele. O espanhol sofreu uma queda no último treino livre e acabou não se classificando para o Q2 (em que competem os 10 primeiros colocados dos treinos livres). Com isso, se tornou o primeiro piloto da história da MotoGP a conquistar a pole disputando o Q1.

Márquez competiu neste sábado entre os últimos dez colocados dos treinos livres e cravou a marca de 1min30s088. Restou ao espanhol, então, torcer para que este tempo fosse suficiente para dar-lhe a primeira colocação. No Q2, Valentino Rossi bem que tentou, mas marcou 1min30s099, ficou a 11 milésimos do adversário e teve que se contentar com a segunda posição.

Esta foi a 50.ª pole da carreira de Márquez, sendo a quinta nesta temporada. O espanhol ainda escreveu seu nome na história do Circuito de Buriram, ao cravar a primeira colocação no grid na primeira vez que a Tailândia entrou no calendário da MotoGP.

Completando a primeira fila em Buriram, ao lado de Márquez e Rossi, estará o italiano Andrea Dovizioso, que marcou 1min30s227 neste sábado. Maverick Viñales, com 1min30s328, Cal Crutchlow, com 1min30s356, e Andrea Iannone, com 1min30s419, vão compor a segunda fila.

O treino deste sábado não contou com a presença de Jorge Lorenzo. O veterano espanhol sofreu uma dura queda no treino livre de sexta-feira, sofreu contusões no tornozelo e no pulso, e foi vetado do restante do fim de semana na Tailândia. De acordo com a Ducati, o acidente foi causado por problemas mecânicos.

A MotoGP tem Marc Márquez na liderança da temporada, com 246 pontos, bem à frente do segundo colocado Andrea Dovizioso, com 174. Valentino Rossi, com 159, Jorge Lorenzo e Maverick Viñales, ambos com 130, vêm na sequência.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.