Jens Meyer/AP
Jens Meyer/AP

Márquez vence a 10ª seguida na Alemanha e amplia vantagem na MotoGP

Piloto espanhol da Honda não deu qualquer chance aos rivais e cruzou a linha de chegada com folga

Redação, Estadão Conteúdo

07 de julho de 2019 | 10h14

Marc Márquez, como já virou rotina na etapa da Alemanha, voltou a dominar na pista de Sachsenring neste domingo e venceu sua quinta corrida da temporada 2019 da MotoGP. O piloto espanhol da Honda não deu qualquer chance aos rivais e cruzou a linha de chegada com folga, aumentando também a vantagem na liderança do campeonato.

Com sua 49ª vitória na MotoGP, o pentacampeão mundial faturou seu 10º triunfo consecutivo na Alemanha, somando também três obtidos quando estava nas categorias de acesso à principal competição da motovelocidade. No sábado, ele já havia conquistado sua 10ª pole position no traçado alemão.

O grande domínio em Sachsenring tornou Márquez ainda mais favorito ao sexto título na competição. Ele chegou aos 185 pontos, abrindo 58 sobre o atual vice-líder do campeonato, o italiano Andrea Dovizioso, que soma 127.

Largando na pole, o piloto espanhol não tevem maiores problemas para sustentar a primeira posição. Seu compatriota Maverick Viñales, da Yamaha, chegou a tentar ameaçar a liderança, mas ele se defendeu bem e voltou a desgarrar do pelotão ainda na segunda volta.

O francês Fabio Quartararo, da equipe Yamaha SRT, foi o primeiro a se despedir da provas. Na segunda volta, ele escorregou e deixou a corrida e a briga pelas primeiras posições. Na sequência, Viñales e o também espanhol Alex Rins, da Suzuki Ecstar, iniciaram disputa direta pela segunda posição. E Rins levou a melhor.

Ele, contudo, sofreu uma queda quando a 12 voltas do fim da prova e deu adeus à corrida. A baixa do piloto espanhol trouxe ainda mais tranquilidade para Márquez, que seguia com folga na liderança. Viñales herdou a segunda posição e não a largou mais até a bandeirada final.

A três voltas do fim, o líder do campeonato tinha quase sete segundos de vantagem na ponta, longe de sofrer qualquer ameaça ao seu novo triunfo em solo alemão. O britânico Cal Crutchlow, da LCR Honda, terminou a prova logo atrás de Márquez e Viñales. O piloto inglês disputou a prova com uma fratura na tíbia, sofrida na semana passada.

Os italianos Danilo Petrucci e Andrea Dovizioso, ambos da Ducati, vieram logo em seguida, na quarta e quinta posições. O australiano Jack Miller terminou em sexto lugar, seguido pelo espanhol Joan Mir e pelo multicampeão italiano Valentino Rossi, que largara da 11ª colocação. O italiano Franco Morbidelli e o alemão Stefan Bradl completaram o Top 10.

Após a etapa alemã, a MotoGP entrará em recesso por quase um mês. O retorno acontecerá na corrida na República Checa, em Brno, no dia 4 de agosto. Será a décima de 19 etapas do campeonato.

Confira abaixo a lista dos 10 primeiros colocados na Alemanha:

1º - Marc Márquez (ESP/Honda), em 41min08s276

2º - Maverick Viñales (ESP/Yamaha), a 4s587

3º - Cal Crutchlow (ING/LCR Honda), a 7s741

4º - Danilo Petrucci (ITA/Ducati), a 16s577

5º - Andrea Dovizioso (ITA/Ducati), a 16s669

6º - Jack Miller (AUS/Pramac Ducati), a 16s836

7º - Joan Mir (ESP/Suzuki Ecstar), a 17s156

8º - Valentino Rossi (ITA/Yamaha), a 19s110

9º - Franco Morbidelli (ITA/Yamaha SRT), a 20s634

10º - Stefan Bradl (ALE/Honda), a 22s708

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.