Eddy Lemasitre/EFE
Eddy Lemasitre/EFE

Márquez vence em Le Mans, abre vantagem no Mundial e Honda soma a 300ª vitória

Atual campeão, espanhol lidera quase sem sustos e triunfa, com Dovizioso em segundo e Petrucci em terceiro

Redação, Estadão Conteúdo

19 de maio de 2019 | 11h34

O espanhol Marc Márquez ganhou, neste domingo, a etapa da França de MotoGP, no circuito de Le Mans, seguido pelos italianos Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci (ambos da Ducati), e ampliou sua vantagem na liderança do Mundial. Ele completou as 27 voltas com o tempo de 41min53s647 (161,8 km/h).

Cinco vezes campeão da categoria e vencedor dos três últimos campeonatos, Márquez, de 26 anos, precisou superar apenas uma pequena batalha com o australiano Jack Miller no começo da corrida. Depois, assumiu a liderança e venceu com tranquilidade pela 47ª vez na principal categoria do motociclismo. A corrida também foi histórica para a Honda, que somou a 300ª vitória.

"Sempre é difícil em Le Mans", disse Márquez, destacando o bom trabalho de Dovizioso e Petrucci. O espanhol alcançou 95 pontos, oito a mais que Dovizioso e 20 sobre o espanhol Álex Rins (Suzuki), que neste domingo terminou apenas em décimo lugar.

Depois de brigar pela liderança da prova, Miller foi superado pelas duas Ducati, mas conseguiu impedir o avanço do veterano Valentino Rossi, que ficou com a quinta colocação. O supercampeão é o quarto na classificação, com 72 pontos.

O espanhol Pol Espargaró (KTM) terminou na sexta colocação, seguido pelo ítalo-brasileiro Franco Morbidelli e pelo francês Fabio Quartararo (ambos da Yamaha). Cal Crutchlow, da Grã-Bretanha, levou sua Honda para a nona colocação.

Companheiro de Rossi na Yamaha, o espanhol Maverick Viñales, que havia sido o mais rápido nos treinos livres de sexta-feira, caiu na décima volta, após se tocar com o italiano Francesco Bagnaia, companheiro de Jack Miller.

A sexta das 19 etapas previstas do Mundial vai ser disputada no circuito de Mugello, na Itália, dia 2 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.