Massa acha que Ferrari ainda tem muito o que melhorar

'E não consegui fazer meu melhor tempo com pneu mole, o que praticamente todo mundo conseguiu', conta

AE, Agência Estado

27 de março de 2009 | 10h13

Daniel Munoz/EFE

Felipe Massa relaxa antes dos treinos livres desta sexta, na Austrália; depois, só teve preocupações

MELBOURNE - Depois de ficar apenas em posições intermediárias nos treinos livres do GP da Austrália de Fórmula 1, nesta sexta-feira, o brasileiro Felipe Massa previu que terá um trabalho difícil pela frente, no treino de classificação e na corrida. "Foi um treino positivo, mas o carro ainda tem muito o que melhorar", afirmou o piloto da Ferrari, que marcou 1min27s064 em sua melhor volta, ficando com o décimo lugar na sessão da tarde, onde quase todos marcaram seus melhores tempos.

Veja também:

linkWilliams domina treinos livres; Barrichello fica em 2.º

linkRosberg admite que foi melhor do que esperava

linkPara Rubinho, treino livre provou qualidade da Brawn

linkTurma de Ecclestone paga a conta e carros entram na pista

linkRosberg é o mais rápido no 1.º treino livre na Austrália

especialESPECIAL: Conheça os pilotos e equipes da F-1 2009

especialConfira o calendário (com horários) da temporada 2009

video TV ESTADÃO: O que esperar do começo da disputa?

especialEspecial: jogue o Desafio dos Pilotos

Massa contou que os pilotos enfrentam uma dificuldade na hora de escolher os pneus para a pista de Albert Park: os compostos duros demoram demais para aquecer, enquanto os moles, ideais para as voltas rápidas na classificação, se desgastam muito rapidamente.

"E não consegui fazer meu melhor tempo com pneu mole, o que praticamente todo mundo conseguiu, porque deixei para o fim do treino, mas o vento aumentou bastante e a pista piorou", explicou o brasileiro. "Vamos ver como será com todo mundo com a mesma quantidade de combustível."

LONGE DO IDEAL

Nelsinho Piquet teve um dia ainda mais difícil, marcando o 18.º tempo para manhã e o 19.º à tarde, com 1min27s828. "Foi difícil encontrar um acerto ideal, mas ainda há muito o que desenvolver para os próximos dias e estou otimista", afirmou o piloto da Renault.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1Felipe MassaFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.