Massa acredita que terá carro competitivo no domingo

Felipe Massa mostrou confiança nesta sexta-feira, após se destacar no segundo treino livre do GP do Brasil de Fórmula 1, no Autódromo de Interlagos. O brasileiro, que já havia projetado vitória em entrevista na quinta, exibiu maior empolgação ao superar o companheiro Fernando Alonso na pista e apresentar o mesmo ritmo que o inglês Lewis Hamilton, o mais rápido do dia, na simulação de corrida.

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

23 de novembro de 2012 | 19h25

"Acho que eu fui o mais rápido na pista na simulação de corrida. O Hamilton virou bem, mas eu estava melhor que ele na simulação. No meu melhor tempo, peguei a zebra na saída do "S do Senna", dei um pulo e acabei perdendo uns dois décimos. Acho que eu poderia ter virado o mesmo tempo do [Sebastian] Vettel", afirmou o brasileiro, citando os dois pilotos mais rápidos do dia.

Massa se mostrou confiante porque nas simulações de corrida, durante os treinos livres, os carros entram na pista com mais combustível. "Dá para ter uma noção melhor [sobre a situação dos rivais]", avaliou o brasileiro. "Lógico que muita coisa muda de sexta para sábado. Mas acho que foi uma boa sexta-feira. Fiquei feliz com o meu dia. Podemos ter um carro competitivo na corrida."

Ao fechar a segunda sessão do dia com o quarto tempo, logo à frente de Alonso, Massa mostra que pode manter sua boa fase neste final de temporada. Já sem chances de brigar pelo título, o brasileiro espera obter um bom resultado no domingo e ajudar o companheiro de equipe a ser campeão. Depois, quer começar a planejar a próxima temporada, quando estará novamente na Ferrari.

"Estou bem satisfeito com meu trabalho de agosto até agora. Isso é uma preparação para o ano que vem. Sabemos que a temporada começa com todos zerados. Temos que tentar nos concentrar em um ano competitivo do começo até o final. Não aprendi a dirigir agora. Sei do que sou capaz. E muita coisa muda de um ano para o outro", declarou Massa, já pensando em 2013.

"Sei que, se eu tiver bem, tranquilo e guiando o carro como eu sei, eu posso ser competitivo contra qualquer piloto. Acho que agora estou no caminho certo, feliz e guiando do jeito que eu sei. Esse é o melhor jeito de eu me preparar bem para o ano que vem", afirmou o brasileiro.

SELEÇÃO - Fã de futebol, Massa se mostrou surpreso com a demissão de Mano Menezes, anunciada nesta sexta-feira pela CBF. O piloto, que é torcedor do São Paulo, admitiu que estava insatisfeito com o desempenho da seleção brasileira, mas gostou dos últimos resultados da equipe, principalmente após o retorno de Kaká, ídolo são-paulino.

"Até pouco tempo, não estava feliz com a seleção. Mas acho que a troca [no comando] foi um pouco tarde, na minha opinião. O Mano demorou, mas estava conseguindo montar um bom time, com a volta de Kaká e a escalação do Oscar", disse Massa. Questionado sobre o futuro da seleção, o piloto da Ferrari disse preferir a contratação de Muricy Ramalho, atual técnico do Santos.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do BrasilMassa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.