Massa admite que Ferrari está atrás de Red Bull, McLaren e Mercedes

O piloto largará da sexta posição no GP da China, logo atrás do companheiro Fernando Alonso

AE, Agência Estado

16 de abril de 2011 | 09h43

Novamente fora da briga pelas primeiras posições, no grid do GP da China, o brasileiro Felipe Massa admitiu neste sábado que a Ferrari ainda aquém dos rivais neste início de temporada da Fórmula 1. O piloto largará da sexta posição, logo atrás do companheiro de equipe Fernando Alonso.

"Fomos um pouco melhor aqui do que na Malásia, mas ainda estamos atrás. Estamos trabalho duro. Mas é claro que ainda não estamos na direção que queremos. O pódio é exatamente o que queremos buscar, mas não será nada fácil diante da diferença entre nós e os carros da frente", afirmou.

Apesar desta avaliação, Massa não descartou chegar entre os primeiros no domingo. "Espero que aconteça uma repetição daquilo que ocorreu em Sepang, quando houve um salto de desempenho entre o treino de classificação e a corrida. Se este for o caso, um pódio não estaria longe do alcance", declarou.

Quinto colocado no grid, Fernando Alonso se mostrou conformado com o desempenho da Ferrari neste início de ano. "Quinto e sexto lugar são o máximo que podemos conquistar neste momento. Já sabemos tudo sobre a Red Bull e a McLaren, mas agora vimos o crescimento da Mercedes. Então, a situação está ficando ainda mais difícil", comentou.

Para o espanhol, somente um conjunto de situações favoráveis poderá levar a Ferrari até o pódio no domingo. "A expectativa é fazer uma corrida limpa, sem problemas na largada, no pit stop, escolher uma boa estratégia e somar o máximo de pontos possível. Precisamos dos pontos", ressaltou.

Veja também:

link Sem mudanças no carro, Barrichello largará em 15.º

link Em 2º, Button reconhece superioridade da Red Bull 

link Vettel comemora mais uma pole, mas prega catela 

link Vettel larga na pole pela terceira vez no ano

som LÍVIO ORICCHIO - Vettel largará na pole no GP da China

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.