André Penner / AP Photo
André Penner / AP Photo

Massa celebra temporada 'bônus' na F-1: 'Me diverti com o carro deste ano'

Brasileiro está em 11º no Mundial de Pilotos, com 36 pontos

Felipe Rosa Mendes, Estadão Conteúdo

09 Novembro 2017 | 12h26

Apesar dos resultados abaixo do esperado, Felipe Massa afirmou nesta quinta-feira que está satisfeito com o seu desempenho em sua "temporada bônus" na Fórmula 1. O piloto da Williams, que deixará a categoria ao fim do campeonato, revelou ter se divertido com os carros deste ano, de tamanho maior e de melhor pressão aerodinâmica.

+ Entrevista Exclusiva: 'Quem me critica não sabe minha origem', afirma Lewis Hamilton

+ 'Professor' de Stroll, Massa diz que aprendeu mais com Schumacher e Alonso na F-1

"Com certeza, esperava ter uma temporada mais competitiva do que foi. Mas me diverti. E estou feliz por poder tirar o melhor do carro, quando não tive problemas", disse o brasileiro no Autódromo de Interlagos, às vésperas do GP do Brasil.

Massa reconheceu que esperava mais de sua temporada e apontou o pouco desenvolvimento do carro da Williams como o culpado pelo rendimento abaixo do esperado. "Não tive muitos destaques neste ano. O carro era mais competitivo no começo, mas curti pilotar o modelo desta temporada por causa das mudanças que aconteceram. Foi muito divertido", declarou.

+ GP do Brasil de F-1 só tem ingressos para um dos setores de Interlagos

+ Massa reforça preferência por correr na Fórmula E no futuro

Um dos pilotos mais experientes do grid, o brasileiro é o 11º colocado no Mundial de Pilotos, com 36 pontos. Está a quatro pontos do seu companheiro de equipe, o canadense Lance Stroll, de 19 anos. Massa atribuiu a colocação a problemas ao longo da temporada, principalmente com toques e pneus furados. "Infelizmente, tive problemas e não pude somar muitos pontos. Mas não foi por minha culpa."

Neste fim de semana, Massa fará sua segunda despedida de Interlagos na F-1. A primeira aconteceu no ano passado, quando ele não teve seu contrato com a Williams renovado. No entanto, o brasileiro fez seu retorno neste ano a convite da própria equipe inglesa para substituir o finlandês Valtteri Bottas, que foi ocupar o lugar do alemão Nico Rosberg na Mercedes.

Desta vez, o piloto do Brasil garantiu que a despedida será definitiva. "É a minha segunda despedida no Brasil. Mas desta vez, é a ultima, com certeza", disse Massa, entre risos. Em 2016, ele foi homenageado pela torcida e por integrantes de diversas equipes nos boxes de Interlagos.

Para a despedida deste ano, ele garantiu não esperar maiores manifestações do público e não planejar nada de especial para a corrida de domingo. "Não planejei nada, mas vamos ver o que acontece", declarou o piloto de 36 anos.

O GP do Brasil terá início nesta sexta-feira com o primeiro treino livre, às 10 horas, no Autódromo de Interlagos. A segunda sessão acontecerá às 14 horas.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Felipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.