Massa deve receber alta nesta quinta

O piloto brasileiro Felipe Massa, da Sauber, deverá ser mantido sob observação no Hospital Geral da Catalunha, nos arredores de Barcelona, até esta quinta-feira como medida de precaução. O brasileiro sofreu um grave acidente no início da manhã desta quarta-feira quando realizava testes no circuito de Montmeló, ao bater contra uma barreira de pneus a quase 300 km/h. Massa teve de ser levado às pressas para o hospital de helicóptero.Apesar de os exames de tomografia e raio X a que foi submetido não terem revelado nada de mais grave, os médicos consideraram que seria mais prudente mantê-lo internado por mais algum tempo.Segundo a assessoria de imprensa do piloto, os médicos querem ter certeza que a fortíssima desaceleração não provocará qualquer conseqüência dentro do período de 24 horas. Resignado, o brasileiro aceitou a decisão. ?Estou me sentindo bem e, por mim, já teria indo embora, mas eles me explicaram os riscos a que qualquer pessoa está sujeita no caso de uma pancada dessas.?O acidente aconteceu logo no início do terceiro e último dia de treinos da Sauber na Espanha. Massa, que só deveria treinar nesta quarta-feira, estava abrindo a terceira volta quando perdeu o controle do carro por causa de um problema na suspensão dianteira, como admitiria mais tarde a equipe suíça. ?Quando freei, o carro saiu virando até acertar os pneus. Depois que parei, avisei a equipe do ocorrido, desliguei a chave geral e saí do cockpit sozinho. Tirei o capacete e fiquei esperando o resgate.?O primeiro fiscal a aparecer no local recomendou a Massa que aguardasse sentado pela ambulância. ?Quando o pessoal chegou, me perguntaram se eu queria voltar para os boxes ou para o ambulatório. Para mim, tanto fazia, mas eles argumentaram que a batida havia sido forte e que seria melhor os médicos me examinarem.?Os médicos que o receberam decidiram transportá-lo de helicóptero para o Hospital Geral da Catalunha, por não disporem de equipamentos capazes de realizar os exames necessários. ?Tanto na ambulância quanto no helicóptero, viajei o tempo todo sentado, conversando, sem sentir qualquer dor?, explicou Massa. Embora os exames mais detalhados nada tenham revelado de grave, os responsáveis pelo atendimento resolveram estender o período de observação. Massa está ansioso pela liberação. ?Espero sair daqui no início da manhã.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.