Massa diz que erro da Ferrari impediu briga pelo pódio

Demora em troca do pneu dianteiro esquerdo fez piloto cair da quinta para a nona posição

AE, Agência Estado

10 de abril de 2011 | 11h04

KUALA LUMPUR - O brasileiro Felipe Massa acredita que poderia ter subido ao pódio do GP da Malásia se a Ferrari não tivesse cometido um erro durante o seu primeiro pit stop na prova, realizada neste domingo. Quando parou nos boxes, ele estava em quinto lugar. Com a demora na troca do pneu dianteiro esquerdo, Massa caiu para a nona posição, fez uma corrida de recuperação e terminou na quinta colocação.

 

"Quanto à minha corrida, foi uma pena ter perdido valiosos segundos no meu primeiro pit stop, se não fosse esse problema, eu poderia ter lutado por um lugar no pódio. Com os pneus macios meu ritmo era muito bom, menos com duros, a tal ponto que Webber, que, além disso fez mais uma parada, conseguiu passar por mim", afirmou.

 

A opinião de Massa foi compartilhada por Stefano Domenicali, chefe da equipe Ferrari, que acredita que o brasileiro poderia ter ido ao pódio não fosse o erro no pit stop. "Nós não podemos estar satisfeitos com esse resultado, porque hoje, nós tivemos a possibilidade de, finalmente, subir ao pódio. Dois incidentes, ligados um com um problema de confiabilidade [a quebra da asa de Alonso] e um no pit stop [de Massa], nos custaram muito caro. É uma vergonha", comentou.

 

Massa ressaltou a necessidade da Ferrari melhorar o seu desempenho no treino de classificação, já que a equipe teve bom ritmo durante a corrida. "Nós definitivamente temos que melhorar o carro, mas é igualmente verdade que o nosso ritmo de corrida é muito diferente do nosso desempenho na classificação. Isso é positivo, mas sabemos que a posição no grid é, contudo, muito importante, por isso temos de avançar nesta frente", disse.

 

Veja também:

linkVettel domina GP da Malásia e vence segunda em 2011

linkAlonso e Hamilton são punidos por colisão

linkVettel se diz orgulhoso após segunda vitória

linkRÁDIO - Ouça a narração da bandeirada final na Malásia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.