Massa diz que volta à pista da Hungria foi 'normal'

Um ano depois de sofrer o mais grave acidente de sua carreira, durante a sessão de classificação para o GP da Hungria de Fórmula 1, o brasileiro Felipe Massa voltou a pilotar nesta sexta-feira no circuito de Hungaroring, nos treinos livres para a prova desta temporada. Apesar das más lembranças, ele demonstrou satisfação por retornar à pista húngara.

AE-AP, Agência Estado

30 de julho de 2010 | 13h03

"Me senti normal ao voltar a esta pista. É legal estar de volta depois de tudo o que aconteceu no ano passado, mas eu não fiquei pensando nisso enquanto estava dentro do carro", afirmou o piloto brasileiro, que conseguiu o quarto melhor tempo nos treinos desta sexta-feira - o mais rápido do dia foi o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull.

Em 2009, uma mola se soltou do carro do também brasileiro Rubens Barrichello, então na Brawn GP, e atingiu a cabeça de Massa, que, por conta do impacto, acabou desmaiando e batendo na proteção de pneus. Logo após o acidente, o piloto foi rapidamente encaminhado ao Hospital Militar Central de Budapeste, onde ficou dez dias internado.

Na última quinta-feira, quando chegou para trabalhar no circuito húngaro, Massa aproveitou para visitar o centro médico do local. E fez questão de agradecer aos profissionais que o atenderam tão bem no ano passado, quando ele fraturou a órbita ocular esquerda, num acidente que o afastou das pistas pelo restante da temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da HungriaFelipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.