Massa diz que Williams tem mais a mostrar após terminar em 10º

Brasileiro tem desempenho apagado nos treinos na Hungria

Estadão Conteúdo

24 de julho de 2015 | 13h25

O desempenho discreto da Williams nos treinos livres desta sexta-feira para o GP da Hungria não significa que a equipe será coadjuvante na prova do próximo domingo. Ao menos foi o que garantiu o brasileiro Felipe Massa. Após registrar apenas o décimo melhor tempo do dia, sendo 1s9171 mais lento do que o inglês Lewis Hamilton, o mais rápido da sexta, Massa assegurou que a equipe será competitiva e lutará pelas primeiras posições.

"A forma como o dia se desenrolou deixou claro que temos potencial para ter um bom fim de semana e lutar com os mais próximos a nós no campeonato. Não vai ser fácil, mas temos mais para dar do que foi mostrado hoje", disse Massa, que ficou atrás do finlandês Valtteri Bottas, o nono colocado e seu companheiro de equipe na Williams.

O brasileiro acredita que a previsão de temperaturas amenas no GP da Hungria pode favorecer a Williams e revelou que novidades testadas no carro de Bottas mostraram bom rendimento.

"As temperaturas serão mais amenas no domingo e devem nos ajudar a controlar a temperatura do pneu um pouco melhor. Valtteri teve muito trabalho com foco na asa dianteira e parece que é uma melhoria que é boa para o resto da temporada", afirmou.

Massa chega ao GP da Hungria na sexta colocação no Mundial de Pilotos, com 74 pontos. O brasileiro subiu ao pódio uma vez neste campeonato, com o terceiro lugar no GP da Áustria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.