Massa diz ter ficado preso no tráfego e exibe frustração

Brasileiro consegue 11.º lugar após terminar treino de classificação na 18.ª colocação; Valtteri Bottas sobe ao pódio em terceiro lugar

Estadão Conteúdo

12 de outubro de 2014 | 11h37

O brasileiro Felipe Massa teve um fim de semana para esquecer. Após sofrer com problemas no seu carro no treino de classificação, em que ficou apenas na 18ª colocação, o piloto da Williams até tentou fazer uma prova de recuperação, mas terminou o GP da Rússia, no circuito de Sochi em 11º lugar e, portanto, fora da zona de pontuação. E ele avaliou que o tráfego afetou a sua estratégia.

Com uma ideia inicial de adiar ao máximo o segundo pit stop ou até mesmo não realizá-lo, Massa explicou que antecipou a ida aos boxes por não conseguir ultrapassar o mexicano Sergio Pérez, da Force India. "Eu estava com um bom ritmo, até o momento que cheguei atrás do Pérez, que estava com um pneu bom, usando DRS (sistema que aciona a asa móvel) e não consegui ultrapassá-lo. Aí, antecipamos a outra parada", disse.

A estratégia, porém, parece não ter surgido efeito, afinal, Massa terminou o GP da Rússia atrás exatamente de Pérez. E o brasileiro explicou que não havia como ultrapassá-lo. "Tinha muita gente na minha frente com pneus bons, não tinha como ultrapassar porque o ritmo era semelhante. Minha corrida, então, foi toda atrás do trânsito", afirmou.

Assim, Massa ficou apenas em 11º lugar, enquanto o finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro de equipe na Williams, foi o terceiro. Com esse resultado, o brasileiro segue com 71 pontos e ocupa apenas a nona colocação no Mundial de Pilotos.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da RússiaFelipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.