Massa encerra jejum e domínio da Mercedes com pole na Áustria

Piloto volta a largar na primeira posição após cinco anos; última vez ocorreu no Grande Prêmio do Brasil em 2008

Agência Estado

21 de junho de 2014 | 10h52

Naquela que foi a sua primeira pole desde o GP do Brasil de 2008, Felipe Massa foi o responsável por encerrar a hegemonia da Mercedes nos treinos de classificação desta temporada da Fórmula 1. Com o tempo de 1min08s759, o piloto brasileiro garantiu a primeira posição do grid do GP da Áustria e liderou uma inesperada dobradinha da Williams neste sábado no circuito de Spielberg. Com a marca de 1min08s846, o finlandês Valtteri Bottas garantiu a segunda colocação.

Assim, Massa e Bottas desbancaram o alemão Nico Rosberg, líder do Mundial, que largará do terceiro lugar com o tempo de 1min08s944. Para completar, o seu companheiro de Mercedes, o inglês Lewis Hamilton, acabou errando ao rodar com o seu carro quando buscava a pole. Assim, não conseguiu registrar uma volta rápida e sairá do nono lugar.

A quarta posição do grid ficou com o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, que cravou 1min09s285 com sua Ferrari. Já a terceira fila será formada pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, com 1min09s466, e pelo dinamarquês Kevin Magnussen, da McLaren, com 1min09s515.

O russo Daniil Kvyat, da Toro Rosso, o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, Hamilton e o alemão Nico Hülkenberg, da Force India, completaram, nesta ordem, o grupo dos dez primeiros colocados.

Pole position após 93 corridas sem sair da primeira posição, Massa acabou triunfando no treino de classificação de uma corrida que estava fora do calendário da F1 desde 2003. Ele não experimentava essa alegria desde quando partiu da ponta do GP do Brasil, onde obteve sua última vitória, que por muito pouco não lhe deu o título do Mundial de 2008, quando Lewis Hamilton só garantiu o campeonato na última volta da prova em Interlagos.

O TREINO

O treino de classificação deste sábado começou com Kvyat como primeiro a andar mais rápido. Mas logo Lewis Hamilton bateu o tempo do piloto da Toro Rosso e assumiu a ponta. E atrás deles veio Rosberg, que fechou o Q1 (primeira parte da sessão qualificatória) em terceiro lugar.

Massa também iniciou bem a disputa por um bom posto no grid e a 3 minutos do fim do Q1 ocupava a quinta posição. Entretanto, avançou apenas em nono para o Q2, enquanto Kevin Magnussen, da McLaren, foi o quarto mais veloz desta primeira parte do treino. Já Fernando Alonso, quase no limite, ficou apenas em 13º entre os 14 que avançaram para a parte seguinte da sessão classificatória. Ele só foi mais veloz do que o francês Romain Grosjean, da Lotus.

Os eliminados da segunda parte do treino foram Adrian Sutil, Estebán Gutierrez, Jules Bianchi, Kamuy Kobayashi, Max Chilton e Marcus Ericsson.

No Q2, Hamilton foi o primeiro a assumir a liderança, mas logo Rosberg tomou a ponta do rival direto pelo título. Enquanto isso, a Williams começava a desenhar a sua dobradinha com Bottas e Massa assumindo respectivamente a terceira e a quarta posições. Atrás deste quarteto, Magnussen, Alonso, Kvyat, Hülkenberg, Ricciardo e Kimi Raikkonen também asseguraram lugar no Q3.

Já Sebastian Vettel fracassou ao ficar apenas em 13º nesta segunda parte do treino e não conseguir entrar na briga pela pole com a sua Red Bull. Ele se posicionou logo atrás de Sergio Pérez, da Force India, e Jenson Button (McLaren), enquanto atrás do alemão vieram Pastor Maldonado, Jean-Eric Vergne e Romain Grosjean, também eliminados.

Por causa da punição aplicada a Pérez, que perdeu cinco posições no grid após o GP do Canadá ao ser considerado culpado pelo acidente em que se envolveu com Massa, Vettel largará do 12º lugar, enquanto o mexicano, 11º na pista neste sábado, sairá do 16º posto do grid neste domingo.

No Q3, Massa conseguiu garantir a pole ao cravar o tempo de 1min08s759 na parte final do treino, no qual Hamilton acabou deixando escapar a sua Mercedes da pista quando lutava para atingir a pole. Antes disso, Bottas chegou a liderar o treino ao cronometrar 1min08s846, mas depois o brasileiro superou esse tempo para se garantir na primeira posição.

Rosberg, por sua vez, também cometeu erros ao tentar buscar a pole e não teve forças para impedir a dobradinha da Williams, que terá seus dois carros na primeira fila na prova marcada para começar às 9 horas (de Brasília) deste domingo. A escuderia inglesa estará na frente após 7 poles seguidas conquistadas por pilotos da Mercedes neste ano.

Confira o grid de largada do GP da Áustria:

1) Felipe Massa (BRA/Williams), 1min08s759

2) Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min08s846

3) Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min08s944

4) Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min09s285

5) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min09s466

6) Kevin Magnussen (DIN/McLaren), 1min09s515

7) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min09s619

8) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min10s795

9) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), sem tempo

10) Nico Hülkenberg (ALE/Force India), sem tempo

--------------------------------------------------

11) Jenson Button (ING/McLaren), 1min09s780

12) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min09s801

13) Pastor Maldonado (VEN/Lotus), 1min09s939

14) Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), 1min10s073

15) Romain Grosjean (FRA/Lotus), 1min10s642

16) Sergio Pérez* (MEX/Force India), 1min09s754

--------------------------------------------------

17) Adrian Sutil (ALE/Sauber), 1min10s825

18) Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), 1min11s349

19) Jules Bianchi (FRA/Marussia), 1min11s412

20) Kamui Kobayashi (JAP/Caterham), 1min11s673

21) Max Chilton (ING/Marussia), 1min11s775

22) Marcus Ericsson (SUE/Caterham), 1min12s673

(*) Punido com a perda de cinco posições por acidente no GP do Canadá

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da ÁustriaFelipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.