Martin Meissner/AP
Martin Meissner/AP

Massa evita falar de ordem e projeta volta à Hungria

'Como uma pessoa, o acidente me fez mudar: ele me fez dar muito mais valor para a vida', discursa

AE, Agência Estado

27 de julho de 2010 | 16h35

MARANELLO - O brasileiro Felipe Massa evitou comentar a ordem que recebeu da Ferrari para ceder a liderança do GP da Alemanha de Fórmula 1, no último domingo, ao espanhol Fernando Alonso e preferiu comentar a sua volta à Hungria, em texto publicado no seu blog no site oficial da escuderia italiana, onde sofreu, em 2009, o acidente mais grave da sua carreira. Além disso, exaltou o bom desempenho da equipe na polêmica prova em Hockenheim.

Veja também:

linkAlonso ignora polêmica e considera 'especial' vitória na Alemanha

linkBarrichello: 'Entenderam só agora como foi em 2002'

"Na Alemanha, nós produzimos um resultado excelente para a equipe e se as pessoas estavam perguntando por que a Ferrari continuou dizendo por diversas semanas antes que o F10 melhorou muito, eles tiveram a resposta em Hockenheim. Mas isso não significa que estamos parados, porque haverá mais atualizações no próximo final de semana". escreveu.

Massa revelou que irá se encontrar com as pessoas que o atenderam após o acidente no treino de classificação do GP da Hungria. "Meu primeiro encontro, quando eu chegar no circuito de Hungaroring, será com todos os delegados e pessoal médico que fizeram um trabalho muito bom ao me tirar cuidadosamente para fora do cockpit. Quero agradecer a estas pessoas, com quem agora me sinto uma ligação especial. Eu tinha que ficar no hospital por uma semana após o acidente e eu comecei a conhecer o pessoal, todos me trataram tão bem e o resultado de todo esse episódio lamentável é que eu sei que tenho agora muito mais fãs na Hungria".

O piloto brasileiro garantiu que o acidente, em que uma mola se soltou do carro de Rubens Barrichello e o atingiu, não mudou seu desempenho como piloto, mas alterou a forma de ver a vida. "Sim, em termos do meu trabalho, absolutamente nada mudou. Mas como uma pessoa, o acidente me fez mudar: ele me fez dar muito mais valor para a vida do que antes e eu aprecio as coisas simples da vida dez vezes mais, e colocou a vida e a minha saúde em perspectiva, não tomar nada como garantido e não apenas para mim, mas também para a vida em geral e o que ela significa para todos".

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Felipe MassaFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.