Claude Paris/AP
Claude Paris/AP

Massa fica perto do pódio e lamenta problemas na corrida

'Daria para ficar na frente do Kimi, sem dúvida', fala o brasileiro da Ferrari, que foi o quarto colocado

Livio Oricchio, enviado especial de O Estado de S. Paulo

24 de maio de 2009 | 15h55

MONTECARLO - Felipe Massa correu com a faca entre os dentes, ainda inconformado com a quinta colocação no grid no GP de Mônaco de Fórmula 1, neste domingo. Conseguiu ganhar uma posição no final, mas não ficou muito satisfeito.

Veja também:

link Button vence a quinta em dobradinha da Brawn

Massa só não terminou em terceiro porque Button saiu na sua frente ao deixar os boxes após a segunda parada, na 51.ª volta. "Eu estava virando em 1min15s, fiz a melhor volta da corrida (1min15s154, na 50.ª volta), e de repente passei para 1min17s." Raikkonen havia parado na 53.ª volta e Massa ficou na pista até a 56.ª. "Daria para ficar na frente do Kimi, sem dúvida", afirmou Massa.

Ele ainda teve dificuldades no começo da prova. "Na largada o Sebastian Vettel (Red Bull), quarto, me empurrou até o muro e na sétima volta, na tentativa de passar o Vettel, freei tarde na chicane depois do túnel."

Como ganhou a posição do alemão, ao cortar a chicane, precisou permitir a ultrapassagem de Vettel. "Fiz uma besteira, deveria ter colocado o carro no lado esquerdo para o Vettel me passar pela direita, mas como fiz o Nico Rosberg (Williams) me passou também", explicou o piloto da Ferrari. Só ganharia a posição de Rosberg no primeiro pit stop, na 20.ª volta.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Felipe MassaFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.