Johannes Eisele / AFP
Johannes Eisele / AFP

Massa lamenta 'dia chato' e FIA mantém programação do GP da China

Piloto brasileiro foi o segundo mais rápido dentre os que foram para a pista na sexta

Estadao Conteudo

07 de abril de 2017 | 10h54

"Dia chato, mas fãs incríveis". Foi assim, em uma publicação na rede social Instagram, que o brasileiro Felipe Massa resumiu a atípica sexta-feira em Xangai, onde os pilotos pouco puderam treinar para o GP da China, a segunda etapa da temporada 2017, por causa das condições climáticas ruins.

A forte neblina, somada com a chuva, fez com que os pilotos treinassem por menos de 30 minutos na primeira atividade do dia em Xangai. E a segunda sessão nem foi realizada, pois o mau tempo impedia que o helicóptero médico decolasse do circuito e pousasse em um hospital local, uma exigência de segurança para que ocorram as atividades na pista. Assim, os pilotos tentaram, com fotos e autógrafos, entreter de algum modo os fãs.

No pouco tempo de treino, Massa foi o segundo mais rápido, ficando atrás do holandês Max Verstappen. Mas, claro, esse resultado não pode ser levado em consideração para a sequência do fim de semana, ainda mais que seis pilotos nem registraram voltas, incluindo três dos principais nomes do grid - o alemão Sebastian Vettel, o finlandês Kimi Raikkonen, ambos da Ferrari, e o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes.

"Não há muito a dizer hoje. Fizemos algumas voltas com os pneus de chuva, que pareciam bons nas poucas voltas que fiz, mas não foi o suficiente para entender os pneus. Tivemos algumas voltas com quase ninguém na pista. Embora a segurança seja tão importante, foi uma sexta-feira sem incidentes e espero que tenhamos melhores condições no sábado e no domingo para nós na pista, mas também para os fãs, para que eles possam ver o espetáculo da corrida", comentou Massa.

Apesar do dia praticamente perdido, a Federação Internacional de Automobilismo optou por não alterar a programação do restante do fim de semana em Xangai. Assim, neste sábado, serão realizados o terceiro treino livre, a partir de 1 hora (de Brasília), e a sessão de classificação, às 4h. A largada do GP da China está agendado para as 3h deste domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Felipe MassaFIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.