Bernadett Szabo/Reuters
Bernadett Szabo/Reuters

Felipe Massa lamenta dificuldades na Hungria e prevê reação rápida

Sem pontuar, brasileiro mostra otimismo para próximas corridas

Estadão Conteúdo

26 de julho de 2015 | 17h17

Os brasileiros encontraram dificuldades no GP da Hungria neste domingo em Budapeste. Felipe Massa, da Williams, recebeu uma punição logo no início da prova por posicionar o seu carro de modo errado no grid de largada e ficou fora da zona de pontuação, em 12º lugar. Felipe Nasr, da Sauber, sofreu com a falta de competitividade da Sauber, terminando a prova em 11º.

"Foi realmente um dia complicado para a gente. Tive uma punição no começo e os pneus médios no tráfego não funcionaram bem. Nossa equipe não conseguiu somar pontos, o que é ruim para o campeonato. Mas agora devemos compensar nas próximas corridas", comentou Massa.

O brasileiro da Williams acredita que, das próximas cinco etapas, quatro devem ser boas para sua equipe por conta do traçado: Spa-Francorchamps, na Bélgica, em 23 de agosto; Monza, na Itália, em 6 de setembro; Marina Bay, em Cingapura, em 29 de setembro; e Suzuka, no Japão, no dia 27 de outubro.

Nasr disse que o resultado no final da corrida não foi decepcionante. "Foi melhor do que esperávamos. Nossa equipe traçou uma boa estratégia. No entanto, fiquei preso no tráfego e meu ritmo ficou comprometido. Marcus (Ericsson, da Sauber) fez um bom trabalho e somou um ponto para a equipe. Cheguei perto de ficar entre os dez melhores. No final das contas, fizemos o que podia hoje (domingo). Agora vamos pensar no GP da Bélgica", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.