Massa lamenta queda de rendimento em final de treino

Sétimo colocado do grid de largada do GP da Hungria de Fórmula 1, o brasileiro Felipe Massa lamentou o fato de ter sofrido uma queda de rendimento na parte final do treino classificatório deste sábado, em Budapeste. O piloto brasileiro enfatizou que o seu tempo obtido no Q2 teria lhe dado o quarta posição no Q3, a fase derradeira da sessão.

AE, Agência Estado

28 de julho de 2012 | 14h37

"Não é uma qualificação fácil para a equipe. Tanto Fernando (Alonso) quanto eu lutávamos para fazer uma volta perfeita, o que pode ser visto pelo fato de nós fomos mais rápidos no Q2 do que no Q3. É uma pena, porque no Q2 eu tive um bom tempo e estava esperando melhorar ainda mais, mas infelizmente eu fui mais lento", afirmou Massa, que marcou 1min21s534 na segunda parte do treino e depois terminou o dia com o tempo de 1min21s900.

Apesar da queda de rendimento, Massa evitou exibir um discurso pessimista em relação à corrida deste domingo, que acontecerá em um circuito muito complicado para realização de ultrapassagens, pois possui 14 curvas e tem retas curtas.

"Teremos de esperar e ver como as coisas andam no que será uma corrida longa amanhã (domingo), mas eu acho que nós ainda temos uma chance de lutar por um pódio, mesmo que estejamos diante de uma oposição muito forte", completou.

Se Massa largará do sétimo lugar, Alonso sairá logo à frente dele no grid. Para o brasileiro, a corrida húngara será mais uma oportunidade de mostrar que tem competência suficiente para poder seguir na Ferrari no próximo ano, enquanto o espanhol tentará ampliar ainda mais a sua liderança no Mundial de F1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.