Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Massa larga na pole nas 500 Milhas da Granja Viana

Passando por uma ótima fase, Felipe Massa conquistou nesta sexta-feira a pole position para a 10ª edição das 500 Milhas da Granja Viana de Kart, em Cotia (SP). A prova começa à meia-noite de sábado para domingo. Correndo ao lado de João Paulo Bertuccelli, Ruben Carrapatoso e Rafael Daniel, o piloto da Ferrari conseguiu o tempo de 56s784.?Uma pole numa prova tão longa tem pouca importância. É bom para o ego, e é sempre melhor sair na frente do que lá para trás. Mas o importante é continuar sendo consistente como fomos até agora, andando sempre muito rápido e com ritmo bastante parecido entre todos os pilotos", disse Massa, que liderou nesta semana os testes da Fórmula 1 em Barcelona, visando a pré-temporada de 2007 da categoria.Esse é o segundo ano consecutivo em que o ganhador do GP do Brasil, etapa que fechou a temporada da F-1, consegue o primeiro lugar no grid. "Estamos confiantes, a ?barata? (como é conhecido o kart) está ótima, mas sabe como é uma corrida dessas. No ano passado, saímos na pole, lideramos a primeira parte da prova, mas um acidente arruinou nossas chances?, lembrou.A segunda colocação foi conquistada pela equipe formada por Otavio Bonder, Antonio Francesco Ventre, José Eduardo Ventre, Bruno Pacetti e Lucas Rodrigues, que conseguiram a marca de 57s029. Já o time de Roberto Gomes, Pedro Gomes, Oswaldo Negri, Fernando Wortmman, Rodrigo Miguel e César Ramos largará em terceiro (57s081). A equipe comandada por Rubens Barrichello sairá apenas na 13ª posição (57s808). ?Meu kart estava muito acelerado e não consegui realizar minha volta do jeito que queria. Agora, vamos ver o acerto para tentar melhorar nosso desempenho. Minha expectativa é a melhor possível. No ano passado, larguei em 17º e venci. Isso mostra que a posição de largada pouco importa?, minimizou o piloto da Honda.Massa será encarregado de fazer o primeiro turno da prova, com duração estimada em uma hora e vinte minutos. ?A idéia é andar num ritmo forte e abrir uma boa folga sobre o pelotão para depois poder administrar a corrida. Mais ou menos como fiz também na Fórmula 1 em Interlagos. Até agora, está tudo dando certo. Vamos ver se continuamos assim?, comentou o ferrarista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.