Glenn Dunbar/Divulgação
Glenn Dunbar/Divulgação

Massa minimiza falhas da Williams e afirma confiar na evolução do carro

Em teste no Bahrein nesta quarta, piloto teve problemas e conseguiu dar apenas cinco voltas

O Estado de S. Paulo

19 de fevereiro de 2014 | 18h00

SAKHIR - Felipe Massa terminou o primeiro dia de testes da pré-temporada da Fórmula 1, no Bahrein, frustrado com o péssimo desempenho da Williams. Apesar de ter dado apenas cinco voltas e sequer marcar tempo, o brasileiro minimizou os problemas no carro nesta quarta-feira e explicou que isso não vai atrapalhar a evolução da equipe.

Segundo a escuderia inglesa, o carro teve um defeito no sistema de combustível. "Nós não entendemos 100% a causa do problema, porque toda vez que algo do tipo isso ocorre, temos que desmontar o carro e remontar. Isso leva pelo menos três horas", explicou Massa. Somente o francês Jules Bianchi, da Marussia, andou menos que o brasileiro neste quarta-feira, ao percorrer somente três voltas.

"Não acho que temos um grande problema. Nós testamos em Jerez e por isso não estou tão preocupado. É claro que foi frustrante para nós, mas tudo pode acontecer nesse estágio inicial. O importante é superar isso e entender tudo o que se passa no carro", disse Massa. Nesta quinta-feira quem vai ocupar o cockpit da Williams será o finlandês Valtteri Bottas.

O dia ruim esfriou um pouco o ânimo otimista de quem havia sido destaque na primeira bateria de testes, em janeiro, em Jerez de la Frontera, na Espanha. Na ocasião, Massa foi o mais rápido do quarto e último dia, que foi com pista molhada. Ao longo de toda a sessão, o piloto da Williams teve o segundo melhor tempo, atrás somente do dinamarquês Kevin Magnussen, da McLaren.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.