Bela Szandelszky/AP
Bela Szandelszky/AP

Massa minimiza resultado de treinos, mas vê Ferrari bem

Corredor ficou na 7ª colocação no primeiro treino livre e em 4ª no segundo; ele só lamentou a chuva na parte final da atividade da tarde

AE, Agência Estado

27 de julho de 2012 | 14h43

BUDAPESTE - O brasileiro Felipe Massa terminou o primeiro dia de atividades do GP da Hungria - a 11ª etapa da temporada 2012 da Fórmula 1 - satisfeito com o rendimento da Ferrari. Ele ficou na sétima colocação no primeiro treino livre e em quarto no segundo e só lamentou a chuva na parte final da atividade da tarde (no horário local), que impediu uma avaliação mais precisa das condições dos pneus para a corrida de domingo.

"Em suma, foi um dia bom, com o único inconveniente sendo a chuva, que chegou no meio da tarde, o que nos impediu de fazer os longos trechos planejados para compreender o comportamento dos pneus, no entanto, não foi apenas um problema nosso, como todos se encontravam na mesma situação. Ao mesmo tempo, conseguimos ter uma ideia razoavelmente clara sobre o desempenho dos pneus no carro, mas é realmente muito cedo para julgar onde estamos em comparação com os outros", disse.

Massa ressaltou, porém, que ainda não é possível realizar previsões para o GP da Hungria levando em consideração apenas os resultados de sexta-feira, principalmente porque as condições do circuito de Budapeste vão se alterar para domingo. Assim, ele minimizou os resultados da atividade, mas também reconheceu que a Ferrari não tem o carro mais veloz, apesar de crer que a equipe será competitiva.

"Há definitivamente alguns carros que estão mais rápidos, como foi o caso em Hockenheim. Mas estamos bem conscientes que os resultados do primeiro dia em Hungaroring sempre precisam ser vistos com cautela, porque no início do fim de semana, a pista é sempre muito suja e a situação muda radicalmente de sexta para domingo. Vamos ver como correm as coisas amanhã", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da HungriaFelipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.