Massa mostra tranquilidade para decidir título no Brasil

Apesar da desvantagem em relação ao inglês Lewis Hamilton no Mundial, brasileiro não aparenta nervosismo

Mateus Silva Alves, Agência Estado

31 de outubro de 2008 | 22h59

SÃO PAULO - Este domingo será o dia mais importante da carreira de Felipe Massa, um momento com o qual ele sonha desde que era criança e não passava de um projeto de piloto. Sendo assim, era de se esperar que ele estivesse contando as horas, os minutos e os segundos para o começo da corrida que poderá lhe dar o título mundial. Mas não é isso o que está acontecendo com o piloto da Ferrari, candidato a quebrar o jejum de 17 anos sem conquistas do País na Fórmula 1.Veja também:Para pilotos, título da Fórmula 1 será de HamiltonAlonso supera Massa na 2.ª sessão de treinos para o GP do BrasilInterlagos registra bom público nos treinos desta sexta Rubinho: 'Não tenho mais o que tirar deste carro'Nelsinho: 'Teremos que trabalhar bastante para melhorar'Felipe Massa sai na frente na primeira sessão de treinos livres Interlagos tem esquema especial de trânsito e transporte no GPMeteorologistas prevêem fim de semana chuvoso em São Paulo Blog do Livio Oricchio: Notícias e bastidores da F-1  Vote: quem leva o título da F-1: Hamilton ou Massa?  Classificação do Mundial de Pilotos e de Construtores   Massa fez seu trabalho nesta sexta na pista de Interlagos do mesmo jeito que faz a cada sexta-feira de Grande Prêmio. Após a segunda sessão de treinos livres, à tarde, ele deu as mesmas entrevistas de sempre, com uma cara serena, como se a corrida, domingo, fosse apenas mais uma.O próprio Massa parece um pouco surpreso com sua tranqüilidade nestes dias de decisão. Uma tranqüilidade de que ele desfruta a cada noite, quando coloca a cabeça no travesseiro. "Normalmente, a noite de quinta-feira é a mais complicada quando tem corrida, porque é a véspera do começo dos trabalhos na pista", contou o vice-líder do Mundial. "Mas nesta quinta eu dormi muito bem. Foi só fechar o olho e pegar no sono. E é exatamente isso o que eu tenho de fazer, deitar e dormir bem."Todo o mundo da Fórmula 1 sabe que os resultados dos treinos de sexta-feira não influem muito no restante do fim de semana. Massa, evidentemente, também sabe muito bem disso. Mas, ainda assim, ele acredita que o trabalho desta sexta foi animador. Especialmente porque Lewis Hamilton, favorito disparado ao título, não teve um dia que possa ser chamado de empolgante.Embora não tenha diminuído nesta sexta sua desvantagem de sete pontos para Hamilton, Massa saiu de Interlagos bastante animado. "Lógico que é bom começar na frente dele (Hamilton)", afirmou o brasileiro. "É bom ver que eles estão com dificuldades. E eu fiquei satisfeito porque o carro evoluiu muito bem do primeiro para o segundo treino e está bastante equilibrado."AJUDA ESPANHOLAMassa só não fez o melhor tempo da sexta porque Fernando Alonso, da Renault, o superou a poucos minutos do fim da segunda sessão de treinos. Mas o piloto da Ferrari não ficou chateado com isso. Seu raciocínio é simples: se a Renault estiver forte na corrida, poderá colocar um ou até mesmo dois carros na frente de Hamilton.Não que Massa esteja obcecado com a possibilidade de ser ajudado pelos colegas. Ele jura que só pensa em ganhar a corrida, sem se preocupar com o que acontecerá mais atrás. Mas, se a ajuda vier... "Vou torcer pro Nelsinho (Piquet, da Renault) andar na frente, e também pro Alonso, pro Kimi (Raikkonen, seu companheiro de equipe), pras BMWs..."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.