Massa não vê chances para Schumacher

O piloto brasileiro Felipe Massa não acredita que o banho atual que a Ferrari está levando na Fórmula 1 signifique o fim da "era Schumacher?. Para ele, o alemão só não está conseguindo bons resultados por conta de um problema conhecido por todos que acompanham a categoria: a ineficiência dos pneus Bridgestone. "O Michael continua rápido, é o melhor. Mas para se obter resultado tem que estar tudo perfeito. A Ferrari tem problemas com os pneus, mas a Bridgestone é uma excelente fábrica e pode mudar isso, melhorar´´, disse Massa, neste domingo, em Curitiba. O piloto da Sauber aproveitou a folga no calendário para acompanhar a segunda etapa da Stock Car.Para Massa, porém, mesmo que a Ferrari encontre o caminho, Schumacher não terá condições de lutar este ano pelo seu oitavo título mundial. Apesar de terem sido realizadas apenas cinco etapas, o brasileiro entende que a briga vai ficar entre o atual líder do campeonato, o espanhol Fernando Alonso (44 pontos), o finlandês Kimi Raikkonen, vencedor da última etapa, na Espanha, e terceiro na classificação, com 17 - Schumacher tem apenas 10."No momento, a McLaren é a mais forte equipe do campeonato. A disputa vai ser dura até o fim, e acho que vai ficar entre o Alonso e o Kimi?, revelou Massa.Em Curitiba, onde esteve acompanhado do seu empresário Nicolas Todt, filho do diretor da Ferrari, Jean Todt, voltou a elogiar o regulamento adotado pela Fórmula 1 este ano. "Acho que aconteceu o que todo mundo queria, a F1 voltou a ser competitiva. Antes, a competição ia até a última parada no boxe. Agora, com as alterações e principalmente com a nova regra dos pneus, vai até a última volta.?O brasileiro embarca nesta segunda-feira para a Europa, onde domingo disputa o GP de Mônaco. "É uma pista difícil de ultrapassar. Lá é importantíssimo largar bem e ter boa estratégia, até para ganhar posições nos boxes?, contou Massa.O brasileiro reconhece que a Sauber precisa melhorar bastante o carro, para que ele possa obter bons resultados na seqüência da temporada. Massa, porém, acredita que ainda tem um longo caminho a percorrer na Fórmula 1. "O que eu quero, e trabalho para isso, é chegar nas vitórias. Estou no começo de carreira e quem sabe tenha um futuro de vitórias. Mas para isso preciso de um carro competitivo?, avisou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.