Massa passa por exame e será mantido sob sedação por 48 horas

Felipe Massa será mantido sob sedação por 48 horas depois de ter fraturado a cabeça em um acidente nos treinos classificatórios do Grande Prêmio da Hungria, afirmou no domingo um médico do hospital onde está internado o piloto da Ferrari.

ALAN BALDWIN, REUTERS

26 de julho de 2009 | 09h32

Peter Bazso explicou que o brasileiro de 28 anos está em condição estável depois de passar no sábado por uma cirurgia no hospital militar AEK. Um exame cerebral realizado no domingo teve resultado tranquilizador.

"Ele trouxe o resultado que estávamos esperando tendo em vista uma lesão desse tipo", disse ele.

O médico disse que Massa permanece na unidade de terapia intensiva (UTI) e que está em uma "fase crítica" do tratamento.

Ele foi tirado da sedação por alguns momentos no domingo depois que seu pai, sua mãe e sua mulher chegaram, mas em seguida voltou da ser sedado. O médico explicou que Massa continuará assim por 48 horas antes de ser acordado de novo.

Bazso não quis entrar em detalhes sobre a duração ou tipo de um tratamento.

Massa foi levado ao hospital depois de ter a cabeça atingida por uma peça da Brawn de Rubens Barrichello durante os treinos classificatórios de sábado.

Uma autoridade do Ministério da Defesa disse no sábado que o piloto esteve em uma "condição séria e correndo risco de morte" antes da operação de emergência.

A Ferrari disse em seu próprio comunicado na manhã de domingo que a "a condição de Massa permanece estável e não houve nenhuma complicação durante a noite".

(Reportagem adicional de Sandor Peto)

Tudo o que sabemos sobre:
FIMASSASEDACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.