Silvia Izquierdo/AP - 16/10/2009
Silvia Izquierdo/AP - 16/10/2009

Massa prevê bom relacionamento com Alonso na Ferrari

Brasileiro diz que tentará superar o rival espanhol e que acredita num carro potente da Ferrari para 2010

AE, Agencia Estado

19 de outubro de 2009 | 23h14

SÃO PAULO - Na semana passada, Felipe Massa cutucou Fernando Alonso ao afirmar que ele sabia da farsa armada no GP de Cingapura de 2008, que envolveu Nelsinho Piquet e terminou com a vitória do espanhol. Nesta segunda-feira, porém, o brasileiro preferiu mostrar otimismo sobre o seu futuro relacionamento com o bicampeão da Fórmula 1, já que ambos estarão na Ferrari em 2010.  

 

Veja também:

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - A carreira do campeão Jenson Button

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

blog SPF1 - Leia mais no blog do GP do Brasil

"Lógico, claro que sim", disse Massa em entrevista ao SporTV, confiando que se dará bem com o espanhol. "O Alonso é um excelente piloto. Espero que a gente consiga botar o melhor carro na pista", continuou Massa. "Lógico que quando entrar na pista cada um quer estar na frente do outro."

Para 2010, Massa acredita que pouca coisa mudará na escuderia italiana. "A Ferrari está trabalhando para os dois. É isso que vai continuar e tem que continuar no ano que vem", afirmou, valorizando o seu bom relacionamento dentro da equipe. "Eu consigo trabalhar bem na equipe, todos gostam muito de mim", contou.

Para justificar a previsão de um ano positivo na escuderia, Massa negou até que tenha sido o primeiro piloto nas últimas três temporadas. "Eu não sou favorito na Ferrari. Nos três anos que eu estou com o Kimi (Raikkonen) a gente teve uma briga grande", disse.

CARRO REBELDE

Massa também falou sobre a dificuldade que os seus substitutos - os italianos Luca Badoer e Giancarlo Fisichella - têm enfrentado, e atribuiu a falta de sucesso a pouca dirigibilidade de sua Ferrari. "É um carro difícil de dirigir. Diferente de guiar", explicou. "É um carro que não faz tudo o que você quer, que você tem que brigar o tempo todo com ele."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.