Massa projeta pódio para ajudar Ferrari no Mundial

Sem chances de brigar pelo título, Felipe Massa desembarcou nos Estados Unidos com dois objetivos em mente: ajudar o companheiro Fernando Alonso na luta pelo troféu e somar pontos para garantir a Ferrari na segunda colocação do Mundial de Construtores.

AE, Agência Estado

15 de novembro de 2012 | 20h49

"Sempre tenho de ser cuidadoso para não criar problemas para a equipe. Por exemplo, se chegarmos à Curva 1 e Fernando e eu estivermos lado a lado, claro que não faria nada para atrapalhá-lo. Não é porque ele está lutando pelo título, mas também porque estamos de olho no Campeonato de Construtores, o que é importante para nós", avisou o brasileiro, em entrevista nesta quinta-feira, em Austin, sede do GP dos Estados Unidos.

Com estes objetivos, Massa quer brigar pelas primeiras posições no treino de sábado, sonhando com um pódio na primeira prova da F1 no novo Circuito das Américas. "Claro que quero estar no meio da briga lá na frente, tentando marcar o máximo de pontos que puder. Amanhã [sexta], terei novos componentes no carro, mas terei que ver qual deles funcionará bem o suficiente para serem utilizados no restante do fim de semana".

Em relação ao traçado de Austin, o brasileiro disse ter aprovado as variações do circuito. "É uma pista bem interessante, que tem um pouco de tudo: curvas malucas como a primeira, que é em subida, com tomada cega e, depois, você está descendo em direção a um trecho veloz. Não será uma pista fácil de aprender. Então será fundamental ter um bom carro, porque, em uma nova pista, o carro ajuda muito".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.