José Patrício/ESTADÃO
José Patrício/ESTADÃO

Massa se emociona com pódio e promete 2013 melhor

Brasileiro fica na terceira posição e comemora bom resultado em casa

CIRO CAMPOS, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 17h25

O piloto brasileiro Felipe Massa não conseguiu controlar a emoção após conseguir o terceiro lugar no GP do Brasil de Fórmula 1, neste domingo, no circuito de Interlagos, em São Paulo. Ele chegou a chorar no pódio, ao lembrar do difícil começo de temporada que teve em 2012 e da recuperação conseguida na reta final do campeonato, culminando com o bom resultado em casa.

"Tive um começo de ano muito difícil. Fui criticado demais. Depois que passou agosto, eu pensei: ''Ou vai ou não vai''. Então comecei a me divertir nas corridas e esse é o jeito. Tudo melhorou", contou Massa, que termina a temporada em sétimo lugar no Mundial de Pilotos, com 122 pontos - seu companheiro na Ferrari, o espanhol Fernando Alonso, foi o segundo colocado, com 278.

Até o fim de agosto, Massa pontuou em apenas cinco das 11 primeiras corridas - o melhor resultado foi o quarto lugar no GP da Inglaterra, em Silverstone. "A primeira parte do ano foi um desastre e depois passei a render o que posso", lembrou o brasileiro, que subiu duas vezes ao pódio nas últimas nove etapas da temporada e esteve sempre entre os primeiros colocados.

A falta de bons resultados chegou a colocar em risco a renovação do contrato de Massa com a Ferrari. Mas a recuperação do brasileiro convenceu a equipe italiana de que ele pode garantir uma performance de alto nível. Para completar, também ajudou Alonso na luta pelo título. Assim, assegurou a permanência em Maranello por mais uma temporada, até o final de 2013.

Massa chegou a dizer neste domingo que essa recuperação no final da temporada já serve como um treino para o campeonato de 2013. "Isso é só um preparação para o ano que vem. Quero um ano diferente, um ano melhor, é tudo que eu quero", avisou o piloto, que, ainda no pódio, agradeceu o carinho que recebeu dos torcedores brasileiros em Interlagos. "Não existe torcida igual."

A boa fase e a ajuda dada ao companheiro nas últimas provas rendeu um elogio público de Alonso ao brasileiro. "Tenho a máxima confiança no trabalho de Felipe Massa, que tem me ajudado nas corridas", afirmou o espanhol, que na prova deste domingo, por exemplo, "herdou" o segundo lugar do companheiro para tentar chegar ao título da Fórmula 1 - o campeão, porém, foi o alemão Sebastian Vettel.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do BrasilMassa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.