Massa também reclama do companheiro

Não foi só Rubens Barrichello quem criticou abertamente o companheiro de equipe, neste domingo, depois do GP de Mônaco. Felipe Massa, nono colocado, acusou Jacques Villeneuve de responsável pela Sauber não marcar ponto algum na prova. E com toda a razão, segundo até o proprietário da equipe suíça, Peter Sauber. "Cheguei a estar em quinto", lembrou Massa.Na 63ª volta de um total de 78, Massa era o oitavo e Villeneuve o nono. O canadense tinha um ritmo um pouco mais veloz e tentou ultrapassar Massa na freada da Sainte Devote, a primeira curva depois da largada. "Daquele jeito não ia conseguir nada, o Villeneuve forçou demais. Quando vi seu carro do meu lado, desviei para evitar um acidente", contou Massa. Por sorte aquele é um dos raros pontos onde há uma pequena área de escape.Com isso, Ralf Schumacher, Toyota, e Rubens Barrichello e Michael Schumacher o ultrapassaram. A tentativa do canadense foi tão equivocada, absurda para um piloto que já foi campeão do mundo, em 1997, que acabou batendo na grade de proteção. "O que aconteceu hoje é uma das piores coisas que uma equipe pode experimentar", afirmou Peter Sauber. E o ocorrido pode ter desdobramentos. "Não quero dizer nada porque estou ainda sob os efeitos da emoção. Vou pensar, com calma, sobre tudo isso", prosseguiu o suíço.Havia rumores neste domingo, que o novo talento do automobilismo mundial, o finlandês Heikki Kovalainen, líder da GP2, pode assumir o lugar de Villeneuve já domingo, no GP da Europa, em Nurburgring.Kovalainen é piloto do programa Renault e já fez vários testes com o carro de Fórmula 1. Villeneuve reconheceu o erro: "Pedi desculpas ao Felipe. Vi que ele tinha problemas com seus pneus, mais do que eu, e meu engenheiro me orientou, pelo rádio, para tentar reduzir a diferença para ele. A manobra não deu certo." O canadense rapidamente trocou-se e foi embora para casa. Mantém residência em Mônaco.Massa poderia ter repetido o ótimo resultado do ano passado, quando largou em 16º e terminou em quinto. "No bolo que se formou lá na Mirabeau, na 23ª volta, achei um espaço entre o Michael Schumacher e o David Coulthard e consegui chegar nos boxes enquanto o pessoal ficou parado lá. Isso me levou bem para a frente na corrida." Nessa hora fez seu primeiro pit stop. "Como o Fernando Alonso comecei a ter problemas com o desgaste dos pneus e eu estava com os duros." A Sauber tem apenas 7 pontos entre os contrutores, é a sétima colocada. "Poderíamos ter somado 5 pontos hoje e nos aproximado de nosso principal adversário, a Red Bull (sexta com 14 pontos)", disse Peter Sauber. De positivo no episódio de ontem foi a maturidade de Massa em evitar um acidente com Villeneuve e a segurança com que está dirigindo, sem cometer mais os costumeiros erros de antes. É um piloto em ascensão, segundo todos na Fórmula 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.