Massa também se surpreende com a Ferrari

Felipe Massa está em São Paulo. Depois de regressar à equipe Sauber este ano, trazendo consigo a extraordinária experiência de um ano como piloto de testes da Ferrari, Massa conseguiu até agora, com três etapas do Mundial disputadas, o único ponto de seu time. Foi oitavo no GP da Malásia. Ao comentar as vitórias seguidas de Michael Schumacher e da Ferrari, afirmou ter se surpreendido. "Até antes da estréia do novo carro pensava que o campeonato seria bem mais difícil para eles." Para o jovem e veloz piloto paulista, dois fatores em especial explicam a atual hegemonia da Ferrari. "O F2004 é excelente, não há dúvida, mas para mim o Schumacher está na melhor fase da sua carreira, bem como a Bridgestone deu o maior salto de performance que já vi." O alemão nunca guiou tanto como agora, para Massa, e os novos pneus concebidos pelo fabricante japonês, fornecedor da Ferrari e da Sauber, redimensionaram a competição. "O carro da Ferrari do ano passado era muito bom também, mas a Bridgestone não disputou seu melhor ano em 2003", disse. "O maior problema dizia respeito à forma como os pneus eram construídos. Este ano eles acharam o caminho e vão crescer muito mais até o fim da temporada." O equilíbrio do F2004 somado à eficiência dos novos pneus, testados apenas em fevereiro, e ao talento de Schumacher não poderia dar em outra. "Mais um ano vermelho."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.