McLaren admite lentidão em definir futuro dos pilotos

Chefe de equipe da McLaren, Eric Boullier admitiu nesta terça-feira que o clima de indefinição no time causa "desconforto" aos pilotos Jenson Button e Kevin Magnussen. A dupla ainda não sabe se estará pilotando pela equipe na próxima temporada, quando a McLaren passará por mudanças.

Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2014 | 15h12

A maior destas alterações será a troca do fornecedor de motores. A partir de 2015, a Mercedes será substituída pela Honda, em seu retorno à Fórmula 1. E a chegada do novo motor deve mudar as exigências da McLaren quanto aos pilotos e mecânicos nas temporadas futuras.

"Estamos trabalhando na estratégia para acertar nossa equipe de pilotos para os próximos anos. Para mim, é importante dizer ''anos'' porque estamos pensando em contratos de três ou até cinco anos", declarou Boullier.

O dirigente admite, contudo, que a demora para a definição do futuro dos pilotos está lenta. "É verdade que com a volta de Ron [Dennis, CEO da McLaren] desde janeiro e a minha entrada, ainda sem maior experiência dentro da equipe, estamos pedindo mais tempo do que o necessário para decidir, ainda que isso seja desconfortável para os pilotos, o que eu compreendo. Mas temos que colocar nossas prioridades antes", comentou.

Boullier adia a confirmação dos pilotos apesar de se dizer satisfeito com o desempenho de Jenson Button e do estreante Kevin Magnussen na temporada até agora. "Kevin chegou ao pódio logo em sua primeira corrida e depois obviamente sofreu alguns percalços em seu processo de aprendizado. No caso de Jenson, ele é super profissional e tem extraído tudo que pode do carro".

Por causa da experiência, o piloto inglês é o mais cotado para seguir na McLaren em 2015. Quando renovou seu contrato, ainda em 2011, a imprensa britânico especulou que seu vínculo terminaria apenas em 2016. Já Magnussen tenta mostrar serviço para seguir no time na próxima temporada. Ansioso, o dinamarquês vem chamando a atenção pelas manobras e ultrapassagens arriscadas na primeira metade do campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.