Site Oficial / Fórmula 1
Site Oficial / Fórmula 1

McLaren anuncia jovem de 17 anos como novo piloto reserva

Lando Norris foi campeão da F3 europeia

Estadão Conteúdo

06 Novembro 2017 | 13h03

Após confirmar a renovação de contrato de Fernando Alonso, a McLaren segue planejando a próxima temporada na Fórmula 1. Nesta segunda-feira, a equipe inglesa anunciou o jovem britânico Lando Norris, de apenas 17 anos, como seu futuro piloto de testes e reserva para 2018.

+ Felipe Massa anuncia aposentadoria da Fórmula 1: 'Desta vez é verdade!'

+ Em reunião, F-1 e FIA indicam motores mais baratos e mais barulhentos para 2021

Norris chega ao time britânico no embalo do título da F3 Europeia, conquistado recentemente. Ele integra a academia de jovens pilotos da McLaren desde o início do ano e fez sua estreia pela equipe em um teste no Circuito de Hungaroring, em Budapeste, em agosto.

"Estou tão empolgado por me juntar à McLaren como piloto de testes e reserva para 2018", celebrou o jovem piloto, que ainda tem expectativa de ganhar chance como titular de uma equipe menor para o próximo ano. "Os últimos doze meses foram uma jornada incrível para mim. Aproveitei cada minuto e este é um jeito incrível de terminar o ano", festejou.

Norris ganhou elogios do chefe da McLaren, Eric Boullier, ao ser anunciado como reforço do time para 2018. "Lando é alguém que chega ao time com um nível muito alto de habilidade, ambição e determinação. É nosso trabalho desenvolver e afinar o seu foco para que ele eleve o seu entendimento de como funciona a Fórmula 1", declarou.

Boullier não se manifestou a respeito do futuro de Jenson Button. O inglês foi piloto reserva nesta temporada e até substituiu Fernando Alonso no GP de Mônaco, quando o espanhol foi disputar as 500 Milhas de Indianápolis da Fórmula Indy, no mesmo fim de semana. Button ainda não definiu o seu futuro na F-1 e a chefia da McLaren não esclareceu se ele continuará atuando como reserva, ao lado de Norris.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Mclaren

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.