Stringer/Reuters
Stringer/Reuters

McLaren anuncia que Fernando Alonso está fora do GP da Austrália

Piloto espanhol sofreu acidente em Barcelona e ainda se recupera

Estadão Conteúdo

03 Março 2015 | 09h53

 A reestreia de Fernando Alonso pela McLaren está adiada. Nesta terça-feira, a equipe inglesa anunciou, através de um comunicado oficial, que o piloto espanhol ficará fora da prova de abertura da temporada 2015 da Fórmula 1, o GP da Austrália, que será realizado em 15 de março no circuito de Melbourne. Além disso, a McLaren revelou que a sua vaga será ocupada pelo dinamarquês Kevin Magunssen, o seu companheiro de equipe. 

Alonso sofreu um forte acidente em 22 de fevereiro, em Barcelona, no último dia da segunda semana de testes da pré-temporada da Fórmula 1. O espanhol sofreu uma concussão em razão da batida e, apesar do próprio piloto e da McLaren garantirem que ele se recupera bem, Alonso não participará da primeira prova de 2015 por precaução, seguindo orientação médica, para evitar o risco de uma nova concussão.

"Os médicos de Fernando recomendaram-lhe que, na sequência da concussão que sofreu em um acidente nos no Circuito de Barcelona-Catalunha em 22 de fevereiro, por enquanto, ele deve procurar limitar, tanto quanto for possível, quaisquer fatores de risco que poderiam potencialmente resultar em uma nova concussão pouco tempo após a anterior, de modo a minimizar as chances de uma segunda síndrome de impacto, como é procedimento médico normal no tratamento de atletas após concussões", explicou a McLaren em seu comunicado. 

"A fim de limitar os fatores de risco, especificamente, os médicos aconselharam que ele não deve competir no iminente GP da Austrália, que acontecerá nos dias 13, 14 e 15 de março. Fernando compreendeu e aceitou esse conselho, e os dois carros da McLaren, portanto, serão conduzido na Austrália pelo companheiro de equipe de Fernando, Jenson Button, e o piloto de testes e reserva Kevin Magnussen", acrescenta a equipe inglesa. 

Na semana passada, em uma entrevista em Barcelona, Ron Dennis, o presidente da McLaren, evitou garantir a presença de Alonso no GP da Austrália, mesmo ressaltando que o espanhol estava se recuperando bem, destacando que ele havia ficado de fora dos últimos testes da pré-temporada da Fórmula 1 somente por precaução. E o próprio Alonso divulgou um vídeo em que se declarava "completamente bem". 

A McLaren destacou, mais uma vez, que Alonso não está com nenhuma lesão, de acordo com exames realizados pelo piloto. "Eles (os médicos) não veem nenhuma evidência de qualquer lesão e que, portanto, o descrevem como totalmente saudável a partir de perspectivas neurológicas e cardíacas", afirma a equipe. 

De acordo com a McLaren, Alonso já se prepara para reestrear pela equipe, pela qual correu em 2007, na segunda etapa da temporada 2015 da Fórmula 1, o GP da Malásia, no dia 29 de março. "Os médicos de Fernando reconhecem que ele se sente em forma e bem, e que ele se considera pronto para correr, e, sendo esse o caso, eles estão confortáveis com o fato de que ele já recomeçou o treinamento físico, com vistas à preparação para o retorno ao cockpit da sua McLaren para GP da Malásia em 27, 28 e 29 de março".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.