McLaren dá motor novo para Raikkonen

Kimi Raikkonen irá dispor no GP da Itália, no fim de semana, de uma nova versão do motor Mercedes. Esta será uma das armas da McLaren para tentar aproximar seu piloto do líder do Mundial, Fernando Alonso, da Renault, 24 pontos à frente na classificação do campeonato. Nos testes da semana passada, em Monza, a nova versão do V-10 alemão completou 1.200 quilômetros de testes sem problemas de resistência. Se a McLaren já contava com o carro mais rápido dessa fase datemporada, 15.ª etapa, com um motor mais potente num traçado veloz como o de Monza as chances de Raikkonen vencer de novo crescem ainda mais. O finlandês vem de duas vitórias seguidas, Hungria e Turquia. Alonso compreendeu nos ensaios de pouco mais de uma semana que o modelo R25 da Renault não deverá ser tão rápido quando o MP4/20 da McLaren. O diretor geral da equipe, Flavio Briatore procurou diminuir, hoje, o resultado do treino: ? O R25 poderia ser tão veloz quando o MP4/20, desde que assumissemos maiores riscos de quebra.? A estratégia da Renault, de privilegiar também a regularidade, está dando certo, segundo o dirigente italiano: ?Vencemos 7 provas, este ano, enquanto a McLaren, 6.? Fez ainda uma comparação com o futebol: ?A Internazionale era o melhor time do mundo mas não conseguia ser campeão.? É errado, se afirmar, destacou Briatore, que Alonso pode conquistar o título mesmo não tendo o melhor carro. Massa ? Em entrevista para a revista italiana Autosprint o novo contratado da Ferrari reconheceu que a Bridgestone, fornecedora de pneus da equipe italiana, necessita melhorar bastante seus pneus. Massa testou o modelo F2005 da Ferrari dias 23 e 24, em Monza, e dois dias depois o C23 da Sauber, equipado com pneus Michelin. ?A maior diferença que senti foi nas curvas de baixa e média velocidade, além de nas freadas os Michelin comportarem-se melhor.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.