McLaren decide manter piloto austríaco

O piloto austríaco Alexander Wurz - que estava cotado para substituir o brasileiro Antonio Pizzonia na Jaguar - vai continuar como piloto de testes da McLaren. Segundo o diretor da Mercedes, Norbert Haug, não houve acordo para a liberação de Wurz. ?A questão está liquidada?, disse Haug, nesta quarta-feira. A Jaguar tentou contratar Wurz por estar insatisfeita com o desempenho do brasileiro nas quatro primeiras corridas do ano, quando andou sempre muito atrás de seu companheiro de equipe, o australiano Mark Weber. Wurz, de 29 anos, está como piloto de testes da McLaren já há três anos. Entre os anos de 1997 e 2000 correu pela equipe italiana Benetton, e disputou 53 GPs. O contrato de Wurz com McLaren-Mercedes só termina em 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.