'McLaren é a equipe a ser batida em Monza', diz Vettel

Líder disparado da temporada, o alemão Sebastian Vettel mostrou preocupação com o desempenho da McLaren no circuito de Monza, nos treinos livres desta sexta-feira. Na avaliação do atual campeão da Fórmula 1, os ingleses Lewis Hamilton e Jenson Button são os pilotos a serem batidos no GP da Itália.

AE, Agência Estado

09 de setembro de 2011 | 13h46

"A McLaren pareceu muito rápida em particular e é a equipe a ser batida neste final de semana, mas é difícil julgar nesta sexta porque há muitos fatores envolvidos", declarou Vettel, que não conseguiu superar Hamilton, dono do melhor tempo do dia, com 1min23s865. O alemão liderou o segundo treino livre, com 1min24s010, mas não conseguiu desbancar o tempo do rival inglês.

Mesmo assim, Vettel ficou satisfeito com seu desempenho nesta sexta-feira. "Foi um dia interessante. Esta é uma pista que tradicionalmente não se encaixa muito com nosso estilo, mas estamos felizes com o carro. Não houve qualquer problema, então estamos satisfeitos", analisou.

Mark Webber, seu companheiro de Red Bull, teve mais dificuldade para se aproximar dos líderes do dia. O australiano fez o quarto tempo da primeira sessão e somente o sexto da segunda atividade desta sexta.

Webber, porém, se mostrou animado para o treino classificatório, no sábado, após fazer alguns testes nas duas sessões. "Os dois jogos de pneus funcionaram muito bem. Também fizemos alguns ajustes no aerofólio. Eu e o Sebastian trabalhamos com duas configurações diferentes, então vamos trocar informações mais tarde", afirmou o australiano.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da ItáliaVettelWebber

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.