McLaren é favorita em Mônaco, diz Alonso

O piloto Fernando Alonso, da Renault,não descartou uma possível terceira vitória seguida no GrandePrêmio de Mônaco, mas apontou sua ex-equipe, a McLaren, como afavorita para a prova do próximo fim de semana. "Nós temos sempre surpresas em Mônaco, alguns carros têm ummelhor desempenho aqui do que em circuitos normais", disse oespanhol a jornalistas. Alonso ganhou no circuito do principadocom a Renault, em 2006, e com a McLaren no ano passado. "Obviamente, temos confiança de que esta prova e estacorrida serão boas para nós, e também uma pequena oportunidadede lutar entre as principais equipes", acrescentou obicampeão. "Em 2004, a Renault não estava em posição para ganharcorridas ou para lutar pelos pódios e conseguimos chegar emMônaco. Trulli venceu a corrida e eu bati no túnel enquantoestava em segundo." "Se eu não tivesse batido, teríamos uma dobradinha daequipe em Monte Carlo. Com esperança, podemos repetir este tipode coisa". O tricampeão Ayrton Senna, que reinou no circuito de rua deMônaco entre os anos de 1989 e 1993, foi o único piloto avencer por três vezes seguidas no glamouroso circuito daFórmula 1. A Renault não ganha uma corrida desde 2006 e Alonso nãoaparece nos pódios desde que deixou a McLaren depois de umaamarga temporada. A Ferrari, atual campeã da categoria, ganhou as últimasquatro corridas, mas não ganha em Mônaco desde 2001, comMichael Schumacher. Alonso foi pole position e venceu a prova do ano passado,terminando na frente de seu companheiro de equipe, o inglêsLewis Hamilton. "Vendo como estamos neste ano, e como não estamos em um bomnível para lutar por vitórias, não podemos chegar aqui muitootimistas", continuou Alonso em tom de cautela. "Analisandotambém o desempenho da McLaren aqui no ano passado, eu acho queeles são os favoritos para este ano. Mas coisas estranhas podemacontecer, Mônaco é uma corrida completamente diferente e vocêsó ganha quando termina a prova."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.