'McLaren está trabalhando dia e noite para reagir em 2016', diz Ron Dennis

Depois de um fracasso retumbante em 2015, a McLaren está trabalhando "dia e noite" para surpreender na próxima temporada da Fórmula 1, afirmou o dono da equipe, Ron Dennis, nesta terça-feira. O time britânico foi o penúltimo colocado no Mundial de Construtores neste ano, ficando à frente apenas da nanica Marussia, que não pontuou.

Estadão Conteúdo

15 de dezembro de 2015 | 15h45

Dennis acredita que sua equipe já descobriu o que deu errado neste ano e já prevê a reação em 2016. "Nós sabemos o que precisamos fazer para dar a volta por cima. Estamos trabalhando dia e noite para fazer isso", declarou o dirigente. "Se você visitar o Centro de Tecnologia da McLaren num sábado ou domingo neste inverno [europeu], você não encontrará muitas vagas disponíveis no estacionamento."

Na avaliação de Dennis, a equipe reúne todas as condições para voltar a ser decisiva na categoria. "Nosso chassi é muito bom. Nossa dupla de pilotos é a melhor - os números provam isso. Nosso parceria com a Honda é nova - ou renovada, para ser mais preciso - e não é surpresa que vai levar mais tempo para funcionar", declarou.

McLaren e Honda voltaram a trabalhar juntos na F1 neste ano apostando na repetição do sucesso obtido nas décadas de 80 e 90, com vitórias e títulos. Mas a retomada da parceria decepcionou a torcida neste primeiro ano de reencontro. Problemas técnicos, falhas mecânicas e falta de entrosamento marcaram o campeonato de 2015 para a McLaren, mesmo contando com pilotos experientes, como o espanhol Fernando Alonso, dono de dois títulos na F1, e o britânico Jenson Button, campeão em 2009.

Apesar do insucesso neste ano, Dennis vê evolução do time na reta final do campeonato. O bom rendimento de Alonso na última corrida provaria, segundo o dirigente, que a McLaren está no caminho certo para desenvolver seu carro 2016.

"Os resultados foram bem encorajadores. Alonso cravou a volta mais rápida naquela corrida e apenas dois pilotos melhoraram aquele tempo naquela tarde, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, e o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari", comentou o dono da McLaren.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1McLarenRon Dennis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.