McLaren fica com a pior vaga nos boxes em Bahrein

Equipe inglesa fica no fim do corredor por não ter pontuado em 2007 por causa da espionagem

REUTERS

30 de março de 2008 | 15h20

Os organizadores do Grande Prêmio do Bahrein pediram desculpas aos torcedores da McLaren por ter reservado à equipe líder do campeonato uma vaga no final do corredor dos boxes no próximo domingo. A alocação da garagem é baseada nas posições ocupadas no ano anterior na corrida de construtores - na qual a McLaren ficou em último por conta do polêmico caso de espionagem no qual teria se apossado de segredos da Ferrari. Mas a equipe, que tem o britânico Lewis Hamilton liderando a pontuação, recebeu o quinto box nas duas primeiras provas da temporada 2008, atrás de Ferrari, BMW Sauber, Renault e Williams. Os organizadores do GP do Barein contavam que a McLaren fosse ocupar a mesma posição, mas declararam neste domingo que foram forçados a fazer uma mudança tardia depois de serem informados pela organização da F-1 de que não seria assim. A McLaren agora vai ficar com o último box, perto da lanterninha Force India. "No Barein fazemos o máximo para garantir que os torcedores de cada equipe possam se sentar diante da garagem de sua escuderia favorita para ver a ação transcorrer", disse Sheikh Salman bin Isa Al Khalifa, administrador-chefe do circuito em uma declaração. "Infelizmente, nesta ocasião devemos nos desculpar aos fãs da McLaren e aceitar que foi por motivo de força maior." A empresa estatal Mumtalakat, do Barein, possui 30 por cento das ações da McLaren.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1McLaren

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.