McLaren já prepara um novo carro

O recado de Mika Hakkinen, campeão do mundo pela McLaren em 1998 e 1999, é claro: "Se nós não diminuirmos a vantagem da Ferrari já na corrida de São Paulo começará a ficar tarde demais." Na classificação para o grid, foi a Williams quem incomodou a equipe italiana na luta pela pole position e neste domingo, na prova da Malásia, David Coulthard teve de dar duro mesmo para levar sua McLaren à terceira colocação. Mika Hakkinen não passou do sexto lugar. "Não estou surpreso com a diferença entre nós e a Ferrari. É mesma que nós tínhamos sobre eles em 1998", falou o escocês.A mobilização na McLaren é tal que neste domingo Adrian Newey, seu diretor-técnico, confirmou uma história que parecia meio maluca: a McLaren está preparando quase que um novo carro para estrear no GP da Espanha, dia 29 de abril, quarta etapa do Mundial, junto da volta de alguns recursos eletrônicos à competição. "Nós já identificamos quais são os nossos problemas", afirmou. Ele fez o mesmo na temporada de 1994, quando era projetista da Williams. Ayrton Senna dizia que o modelo FW16 era "inguiável." Para a prova da França, na época a sétima naquele ano, a Williams tinha também um novo carro. Mas só o seu sucessor, nos três anos seguintes, se mostraram muito superiores à concorrência.Michael Schumacher já soma 20 pontos na classificação, diante de apenas um de Hakkinen, seu possível principal adversário na luta pelo título, e 10 de Coulthard. Já entre os contrutores a Ferrari chegou a 30 pontos contra apenas 11 da McLaren. E o que deve ter incomodado muito os homens da Mercedes, sócia da McLaren, foi ver um carro da Williams, equipada com motor BMW, obter uma colocação melhor que a dos seus pilotos no grid, já que Ralf Schumacher conseguiu o terceiro lugar, atrás apenas da dupla da Ferrari. Durante a prova seu desapontamento deve ter sido ainda maior ao ver como Ralf se distanciava de Hakkinen nas retas, instante em que o que mais conta é o motor, quando os dois lutavam pelo quinto lugar, nas voltas finais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.