McLaren paga multa e Hamilton escapa de punição

Piloto inglês infringe artigo 25.3 do Regulamento Esportivo da FIA, mas escapa ileso de punição

19 de outubro de 2007 | 19h02

O piloto inglês Lewis Hamilton, da McLaren, escapou de uma punição mais pesada por infringir o artigo 25.3 do Regulamento Esportivo da FIA, sobre pneus durante a primeira sessão de treinos livres.   Depois analisar o caso, os comissários do GP do Brasil aplicaram uma multa de 15 mil euros (aproximadamente R$ 39 mil), no começo da noite desta sexta-feira. A informação foi dada pela própria equipe, no circuito de Interlagos.   Veja também:     Vídeo de Hamilton aos 12 anos de idade  Dê uma volta pelo Circuito de Interlagos  Classificação do Mundial   Você perdoaria Felipe Massa se ele abrisse mão da vitória no GP do Brasil para que Kimi Raikkonen fosse campeão?  Hamilton é o mais rápido no 2.º treino para o GP do Brasil Hamilton foi investigado pelos comissários do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 por ter infringido uma regra sobre pneus durante a primeira sessão de treinos livres. O piloto da McLaren, assim como o inglês Jenson Button, da Honda, e o japonês Takuma Sato, da Super Aguri, usaram dois jogos de pneus para pista molhada no primeiro treino livre, algo que é proibido pelo regulamento. O artigo 25.3 do regulamento esportivo afirma que "nenhum piloto poderá usar mais de um jogo de pneus para chuva nas duas primeiras sessões de treinos livres".   Após se reunir com cada um dos pilotos e com representantes das equipes envolvidas, os comissários decidiram punir apenas as escuderias com uma multa de 15 mil euros.   Hamilton disputa o mundial de pilotos com seu companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso, e com o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1McLarenLewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.