McLaren quer dupla 'experiente e entusiasmada' em 2015

McLaren quer dupla 'experiente e entusiasmada' em 2015

Em clima de indefinição para a próxima temporada, equipe quer piloto determinado e que dê incentivo à McLaren no ano que vem

Estadão Conteúdo

15 de outubro de 2014 | 15h45

Na reta final da temporada 2014, a McLaren vive clima de indefinição para 2015. Jenson Button, que fica sem contrato em dezembro, e Kevin Magnussen ainda não sabem se continuarão no ano que vem e os rumores sobre a chegada de Fernando Alonso crescem a cada dia. O chefe da escuderia, Eric Boullier, falou sobre o assunto ao site da Fórmula 1, despistou sobre as mudanças, mas disse que tipo de piloto espera que esteja no cockpit dos carros da equipe.

"Eu não vou falar muito sobre isso, somente que precisamos de um misto de experiência e entusiasmo. Neste tempo de recuperação para a McLaren, eu preciso de incentivo, então nossa dupla de pilotos precisa incentivar a moral e a determinação da equipe para chegarmos o mais rápido possível ao nível que podemos chegar", comentou nesta quarta-feira.

A possibilidade de mudança na McLaren passa pelo retorno da parceria com a Honda a partir de 2015. Os motores da marca japonesa devem tornar a equipe uma das favoritas ao título, mas a união deve passar por uma fase de adaptação no ano que vem. Por isso, os dirigentes da escuderia têm dúvidas sobre o investimento em uma grande dupla de pilotos em 2015 ou só em 2016.

"Eu sempre disse que estamos trabalhando na estratégia dos próximos anos, no plural, o que quer dizer que podemos acertar com um grande nome agora - ou até dois grandes nomes no ano que vem -, ou poderíamos ficar ir atrás de um grande nome - ou até dois grandes nomes - para 2016. Ainda estamos decidindo o que devemos fazer, já que é uma grande decisão que obviamente mudará nosso sucesso em médio prazo", disse Boullier.

O próprio dirigente sabe, no entanto, que a indefinição pode gerar uma insatisfação irreversível em Button e Magnussen. "Estamos em uma posição confortável por sermos capazes de esperar. Eu sei que isso não deixa o Jenson e o Kevin confortáveis, mas eu tenho que pensar na McLaren primeiro. Nós precisamos ter certeza de que tomaremos a decisão certa", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1McLarenEric Boullier

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.