McLaren terá apelação julgada pela FIA em novembro

Avaliação do recurso da equipe inglesa contra a absolvição da Williams e da BMW está marcado para o dia 15

26 de outubro de 2007 | 17h19

A Corte de Apelação da FIA ouvirá a McLaren no dia 15 de novembro, que apela da decisão dos comissários que não puniu Williams e BMW por estarem com o combustível abaixo da temperatura permitida no GP do Brasil. A informação do site da revista Autosport.Os comissários que estavam em Interlagos no último domingo decidiram não punir as escuderias BMW e Williams após ser confirmado que a leitura da temperatura do combustível dos carros dos pilotos Nick Heidfeld e Robert Kubica (ambos da BMW) e Nico Rosberg (Williams) estava 10ºC abaixo da temperatura ambiente, o que não permitido nas normas da FIA.Caso as equipes fossem punidas, o inglês Lewis Hamilton (McLaren) - que oficialmente terminou a prova em sétimo, resultado que deu o título da Fórmula 1 para o finlandês Kimi Raikkonen - poderia ser o quarto e, assim, conquistaria o Mundial.Mesmo com o recurso, o presidente da FIA, Max Mosley afirmou nesta sexta-feira que não acredita que o campeonato de 2007 não sairá das mãos do piloto da Ferrari. "Para nós o Mundial de Fórmula 1 de 2007 terminou e já tem seu campeão definido", afirmou Mosley, enfático. "Uma equipe pode apelar da decisão; até o momento, isso não muda nada, cabe a equipe provar o que ela acha que lhe é de direito", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.