Mensagem da Al-Qaeda é o motivo da anulação do Rally Dakar

Comunicado do grupo terrorista critica a colaboração dos mauritanos com os organizadores da competição

Efe,

04 de janeiro de 2008 | 17h54

Uma mensagem da Al-Qaeda contra o apoio das autoridades mauritanas aos organizadores ocidentais do Rally Dakar, datada de 29 de dezembro e publicada em sites jihadistas, teria causado o cancelamento da competição nesta sexta-feira, segundo fontes próximas ao caso em Paris. Veja também: Rally Dakar 2008 é cancelado por causa do terrorismo  Comunicado dos organizadores na íntegra Eldorado FM: Jean Azevedo fala do cancelamento Dakar nunca havia sido cancelado - retrospectiva de atentados Correspondente fala direto de Portugal sobre cancelamento - com áudio Volkswagen aceita cancelamento, mas se diz desapontada - comunicado oficial da montadora Jean Azevedo diz estar frustrado e aliviado Análise: Esporte perde e terrorismo ganha força com cancelamento do Dakar O comunicado da Al-Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) critica a colaboração de Nuakchott (capital da Mauritânia) com os "cruzados, os apóstatas e os infiéis", uma terminologia empregada com freqüência pelos grupos islâmicos que ameaçam e reivindicam atentados, segundo as fontes, citadas pela imprensa francesa. Unido ao assassinato, no dia 24, de quatro cidadãos franceses em um ataque que as autoridades mauritanas atribuem ao AQMI, esta mensagem confirma "a vontade e a capacidade de vários grupos que se dizem parte da Al-Qaeda de atacar franceses na Mauritânia", de acordo com as fontes. Os serviços secretos franceses interceptaram nas últimas semanas conversas entre grupos ligados à rede terrorista que pretendiam atentar em trechos por onde estava prevista a passagem do rali. Os organizadores do rali alegaram hoje motivos de segurança para justificar a anulação da competição, que começaria no sábado, partindo de Lisboa, e teria várias etapas na Mauritânia.

Tudo o que sabemos sobre:
Rally Dakarterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.