STEVE ETHERINGTON / MERCEDES-BENZ / AFP
STEVE ETHERINGTON / MERCEDES-BENZ / AFP

Mercedes apresenta novo carro para a temporada 2022 da F-1 com o retorno da cor prata; veja imagens

Novo modelo da W13 tem a volta da pintura tradicional como grande novidade do monoposto que será pilotado por Hamilton e Russell

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2022 | 14h48

A sexta-feira foi o dia da apresentação de um dos carros mais aguardados para a temporada 2022 da Fórmula 1. Em Silverstone, na Inglaterra, a Mercedes, atual octocampeã do Mundial de Construtores, mostrou o seu modelo W13 que será usado neste ano e a grande novidade é a volta da cor prata como predominante em sua pintura. É o retorno da "Flecha Prateada", como era conhecida a equipe, depois de dois anos usando o preto como forma de apoiar as causas antirracistas.

"Desde que o trabalho no W13 começou, vi um entusiasmo no nosso time como nunca antes, graças à quantidade de oportunidades que o regulamento técnico oferece", disse Toto Wolff, chefe da equipe, durante a apresentação. "Perto do fim do ano, quando o projeto de construção do carro realmente tomou forma, senti uma grande paixão em toda a organização, não só na arena técnica, mas também nas nossas bases em Brackley e Brixworth (ambas na Inglaterra), que abraçaram uma mentalidade de 'podemos fazer isso'", completou.

"Nos saímos muito bem durante a última grande mudança de regulamento para a era híbrida e tivemos uma boa performance quando passamos de carros mais estreitos para carros mais largos em 2017. Apesar de termos um bom histórico de pista, a minha mensagem é clara: não podemos depender do sucesso passado para a performance deste ano, mas podemos depender do nosso pessoal, da nossa cultura, nossa estrutura e da nossa mentalidade para fazermos o melhor trabalho possível em 2022", disse Wolff.

Principal piloto da equipe, o britânico Lewis Hamilton não escondeu o entusiasmo com o novo carro, ressaltando que as mudanças podem promover um campeonato bastante imprevisível. "Parece-me impressionante, como sempre. Como mudou. Agora temos que evoluir durante a temporada, mas é um dos momentos mais emocionantes dos últimos anos para mim. Como se fosse o primeiro dia. Vamos ver se é uma obra-prima. Eu os vi trabalhar, mas o mais emocionante é que ninguém sabe o que os outros vão trazer, o que os outros fizeram, então você tem que aproveitar um ano espetacular", afirmou.

As mudanças no regulamento deveriam ter entrado em vigor em 2021, mas foram adiadas para esta temporada devido à pandemia de covid-19. Indo para a 16.ª temporada da carreira, Hamilton mostrou entusiasmo com a chegada de um novo momento para o Mundial e ansioso para assumir o volante do W13.

"Eu acho que será emocionante assistir essa nova era de carros, nunca vimos uma cobrança tão alta, tão grande de tantas maneiras. Tem sido muito interessante ver os designers e todo mundo se unindo para encontrar as maneiras de criar uma obra-prima e não temos ideia de como isso vai funcionar", comentou Lewis. "Demos algumas voltas no simulador, mas nos certificamos de obter a correlação certa. Eu acho que o George sai primeiro hoje, acho que vou sair depois dele", completou.

No ano passado, apesar de não ter conseguido comemorar o título de pilotos, a Mercedes terminou 28 pontos na frente da Red Bull, que foi a vice-campeã entre os construtores, mas comemorou a conquista inédita do holandês Max Verstappen.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.